O COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE: INDICADORES DE FATORES DE RISCO EM PROPRIEDADES RURAIS COM A CRIAÇÃO ARTESANAL DE SUÍNOS EM UBERLÂNDIA-MG

Autores

  • Ludimila de Souza Faculdade de Medicina Veterinária - Universidade Federal de Uberlândia
  • Laerte Pereira de Almeida Faculdade de Medicina Veterinária - Universidade Federal de Uberlândia
  • Kênia de Fátima Carrijo Universidade Federal de Uberlândia

Palavras-chave:

Taenia solium. Cisticercose. Teníase. Suíno. Saúde Pública

Resumo

A cisticercose é uma zoonose endêmica em muitos países em desenvolvimento, principalmente na zona rural tornando-a um atual problema de Saúde Pública. Este estudo objetivou avaliar fatores de risco para o complexo teníase-cisticercose em 64 propriedades rurais em Uberlândia-MG, através de um questionário epidemiológico pré-estruturado. Processaram-se os dados através do software EpiInfo 6.04 e posteriormente aplicaram-se os testes do Qui-Quadrado e do Coeficiente de Contingência C. Com relação ao perfil dos moradores das propriedades rurais, 76,6% pertenciam ao gênero masculino, na faixa etária predominante de 41 a 60 anos (57,8%) e escolaridade de 1 a 4 anos (53,3%). Das 64 propriedades estudadas, eram criados suínos em 47 delas (73,4%) e em 20 (42,5%) eram criados de 5 a 8 animais, sobretudo em "chiqueiro" (91,5%). Ao se proceder o reconhecimento de cisticercos em cortes de carne, 56,2% dos entrevistados identificaram o parasito e 44,4% destes atribuíram que a presença do cisticerco nos suínos ocorre devido aos animais terem "passado sede". Foi permitido relacionar a idade dos moradores com o reconhecimento do cisticerco, sendo possível que essa associação esteja mais relacionada à experiência do que à escolaridade. Apesar da maioria dos suínos serem criados em instalações cercadas, a presença de fatores de risco para essa zoonose, tais como a alta frequência de abate e o consumo de carne suína sem inspeção sanitária, aliada à incapacidade de reconhecimento de cisticercos e sua forma de transmissão, são preocupantes, pelo aumento da probabilidade de manutenção do complexo teníase-cisticercose e ocorrência da neurocisticercose e suas graves consequências entre os moradores das propriedades pesquisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kênia de Fátima Carrijo, Universidade Federal de Uberlândia

Professora Adjunta da Faculdade de Medicina Veterinária na área de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal

Downloads

Publicado

2013-07-15

Como Citar

de Souza, L., de Almeida, L. P., & Carrijo, K. de F. (2013). O COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE: INDICADORES DE FATORES DE RISCO EM PROPRIEDADES RURAIS COM A CRIAÇÃO ARTESANAL DE SUÍNOS EM UBERLÂNDIA-MG. Veterinária Notícias - Vet Not, 19(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/21680