Planos de desenvolvimento institucional: um diálogo com a inclusão educacional de pessoas com deficiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v12n3a2023-68130

Palavras-chave:

Ensino Superior, Gestão Educacional, Inclusão, PCD

Resumo

Esta pesquisa objetivou analisar os PDIs de 10 Instituições de Ensino Públicas Brasileiras, com IGC na faixa 5, a fim de verificar o processo de inclusão educacional de alunos com deficiência. O PDI é um dos mais importantes documentos das Instituições de Ensino Superior. Esse documento apresenta a IES e suas políticas, constituindo-se em uma ferramenta de gestão. A partir de uma análise de cunho descritivo documental constatou-se que ainda temos IES públicas que sequer contemplam os alunos com deficiência em seus processos de seleção e que embora esforços sejam realizados no sentido de promover acessibilidade, ainda se tem um longo caminho para que a universidade pública brasileira esteja preparada para educar a todos e que reconheça que a inclusão é um direito e não um ato assistencial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Tatiana Rodrigues Carneiro, Faculdade Unimed - Brasil

MBA em Gestão Escolar. Faculdade Unimed (assessora educacional), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.

Karina Soledad Maldonado Molina, Universidade de São Paulo - Brasil

Doutorado em Educação. Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Professor Doutor), Piracicaba, São Paulo, Brasil.

Referências

ALCOBA, S. A. C. Estranhos no ninho: a inclusão de alunos com deficiência na Unicamp. 2008. 231f. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação. UNICAMP, São Paulo, 2008.

ALENCAR, L. M. B. A evasão discente no contexto da reestruturação universitária: o caso dos cursos de administração e ciências contábeis da Universidade Federal do Espírito Santo. 2014. 205 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão Pública) – Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2014.

ANACHE; A. A.; ROVETTO, S. S. M.; OLIVEIRA, R. A. de. Desafios da implantação do atendimento educacional especializado no Ensino Superior. Revista Educação Especial, v. 27, n. 49, p. 299-312, 2014.

ANSAY, N. N. O acesso de estudantes com deficiência ao ensino superior no Brasil: direito ou concessão? Revista Educação e Políticas em Debate, v. 4, n.1, p.173-185, jan./jul. 2015

ANTUNES, K. V.; AMORIM, C. C. Os desafios da docência no ensino superior frente a inclusão de pessoas com deficiência nas universidades. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, v. 15, n. esp. 2, p. 1465-1481, ago. 2020.

ARRUDA, A. T. F. F. P.; CASTRO, E. L. de; BARRETO, R. F. Inclusão no Ensino Superior: Um desafio para a docência. Ensino em Perspectiva, Fortaleza, CE, v.1, n. 2, p. 1-6, 2020.

BOBBIO, N. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Campus, 2004.

BORGES, M. L. et al. Desafios institucionais à inclusão de estudantes com necessidades educativas especiais no Ensino Superior. Revista Portuguesa de Educação, Braga, Portugal, v. 30, n. 2, p. 7-31, dez. 2017.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasilia, DF, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm. Acesso em 31/08/2021.

BRASIL. PORTARIA nº 3.284, de 07 de novembro de 2003. Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/port3284.pdf. Acesso em 10/06/2021.

BRASIL. Decreto nº 5296, de 02 de dezembro de 2004. Brasilia, DF, 2004a. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/decreto/d5296.htm. Acesso em: 05 ago. 2021.

BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Brasília, DF, 2004b. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2004/lei/l10.861.htm. Acesso em 26/03/2021.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 06 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, DF, 2015a. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13146.htm. Acesso em 26/03/2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Plano Nacional de Educação PNE 2014-2024: Linha de Base. Brasília, DF: Inep, 2015b. Disponível em: https://pne.mec.gov.br. Acesso em 22/06/2021.

BRASIL, Lei nº 13.409, de 29 de dezembro de 2016. Altera a Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, para dispor sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnico de nível médio e superior das instituições federais de ensino. Brasília, DF, 2016. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13409.htm. Acesso em 03/04/2021.

BRASIL. Portaria nº 1.201/GC3, de 13 de agosto de 2018. Brasília, DF, 2018. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/servlet/INPDFViewer?jornal=515&pagina=58&data=14/08/2018&captchafield=firstAccess. Acesso em: 26/07/2021.

BRASIL - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). IGC. Brasília, DF, 2021. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/igc. Acesso em 06/04/2021.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (MEC). Documento orientador Programa Incluir – Acessibilidade na Educação Superior. Secadi/Sesu-2013. Brasília/DF, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13292-doc-ori-progincl&category_slug=junho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em 10/08/2021.

CABRAL, L. S. A.; MELO, F. R. L. V. de. Entre a normatização e a legitimação do acesso, participação e formação do público-alvo da educação especial em instituições de ensino superior brasileiras. Educar em Revista, n. especial 3, p. 55-70, dez. 2017.

CASTANHO, D. M.; FREITAS, S. N. Inclusão e prática docente no ensino superior. Revista Educação Especial, v. 27, p. 93-99, 2006.

CERUTTI, E. Tecendo saberes sobre as tecnologias assistivas para o sujeito surdo no ensino superior. Revista Internacional de Educação Superior, Campinas, SP, v. 6, p. e020040, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/riesup/article/view/8656427. Acesso em: 29/08/2021.

CHAHINI, T. H. C. O percurso da inclusão de pessoas com deficiência na educação superior. Curitiba, PR: Appris, 2016.

CORREIA, V. do C.; LACERDA, T. C.; SOARES, I. da S. Acessibilidade Metodológica no ensino superior: recursos didáticos para a permanência do deficiente visual na atualidade. Cenas Educacionais, v. 4, p. 1-19, 2021.

DAL MAGRO, C. B.; RAUSCH, R. B. Plano de Desenvolvimento Institucional de Universidades Federais Brasileiras. Administração: Ensino e Pesquisa, v. 13, n. 3, p. 427-454, 2012.

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO (DOI). Edital Nº 2 Concurso de Admissão aos cursos de Formação e Graduação de oficiais da ativa do quadro de engenheiros militares - Cfg/Ativa 2021/2022, Brasília, DF, seção 3, no. 102, p. 29-36. 01/06/2021.

FACCI, M. G. D; SILVA, M. C. da; SOUZA, M. P. R. de. Acesso ao ensino superior: será que vivemos, realmente, o processo de inclusão? Psicologia Escolar e Educacional, v. 22, p. 11-13, 2018.

FEITOSA, M. P.; CARVALHO, G. N. O atendimento educacional especializado no Ensino Superior: elementos para uma reflexão à luz das recentes políticas de inclusão de pessoas com deficiência nas Instituições de Ensino Superior brasileiras. Revista Educação e Políticas em Debate, v. 7, n. 3, p. 431-447, set./dez. 2018.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Editora Atlas SA, 2008.

INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Instrumentos de avaliação. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/avaliacao-in-loco/instrumentos-de-avaliacao. Acesso em 30/04/2021.

MALUSÁ, S., SANTOS, A. F.; PORTES, R. M. L. Docência universitária numa perspectiva inclusiva: concepções e práticas no ensino superior. Revista Linhas, v. 11, n. 2, p. 145-168, 2010.

MARTINS, D. A.; LEITE, L. P.; LACERDA, C. B. F. de. Políticas públicas para acesso de pessoas com deficiência ao ensino superior brasileiro: uma análise de indicadores educacionais. Ensaio: avaliação de políticas públicas em educação, v.23, n. 89, p. 984-1014, out./dez. 2015.

MITTLER, P. Educação Inclusiva: Contextos sociais. Porto Alegre: Artmed, 2003.

ONU – Organização das Nações Unidas. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948. Disponível em: https://brasil.un.org/sites/default/files/2020-09/por.pdf. Acesso em 01/09/2021

PEREIRA, G. M.; LIMA, I. F. de. Da exclusão ao acesso à educação: o papel da informação na inclusão da PCD na universidade. Informação em Pauta, v. 4, n. especial, p. 152-175, nov. 2019.

PERRENOUD, P. A Prática Reflexiva no Ofício de Professor: Profissionalização e Razão Pedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2002.

RODRIGUES, D. A Inclusão na Universidade: limites e possibilidades da construção de uma universidade inclusiva. Revista Educação Especial, n. 23, p. 9-15. 2004.

SANTOS, M. P. dos. Dialogando sobre inclusão em educação: contando casos (e descasos). Curitiba: CRV, 2013.

SEGENREICH, S. C. D. O PDI como referente para avaliação de Instituições de Educação Superior: Lições de uma Experiência. Ensaio: avaliação de políticas públicas em educação, v.13, n.47, p. 149-168.2005.

SOARES, S. R.; CUNHA, M. I. da. Programas de pós-graduação em educação: lugar de formação da docência universitária? Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 7, n. 14, p. 577-604. 2010.

UNESCO – Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura. World Conference on Higher Education in the Twenty-first Century: Vision and Action, Paris. 1998. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000113878_spa. Acesso em: 01/09/2021.

VALLADÃO, A.; DHOM, L.; SILVA, P. N. Avanços e desafios de acessibilidade e inclusão na UFMG – entrevista com Adriana Valladão. Revista Docência no Ensino Superior, v. 9, p. 1-8, 2019.

VEIGA NETO, A. Incluir para Excluir. In: VEIGA NETO, A.; LARROSA, J.; SCKLIAR, C. Habitantes de Babel: políticas e poéticas da diferença. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, p.105-118.

Publicado

2023-07-12

Como Citar

CARNEIRO, T. R.; MOLINA, K. S. M. Planos de desenvolvimento institucional: um diálogo com a inclusão educacional de pessoas com deficiência. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 1057–1076, 2023. DOI: 10.14393/REPOD-v12n3a2023-68130. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/68130. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ - POLÍTICAS PÚBLICAS LUSO-BRASILEIRAS DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO PARA PESSORAS COM DEFICIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR