Investigação comparada em educação: Aspectos teóricos e metodológicos / Comparative research in education: Theoretical and methodological aspects / Recherche Comparee En Education : Aspects Theoriques Et Methodologiques

Autores

  • Valéria M. Rezende Universidade Federal de Uberlândia - Faculdade de Educação
  • Rogéria Moreira R. Isobe Universidade Federal do Triângulo Mineiro
  • Fernanda Arantes Moreira Instituto Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.14393/REPOD-v2n1a2013-24068

Resumo

RESUMO: O objetivo deste artigo é discutir algumas questões teóricas e metodológicas que circunscrevem os estudos comparados em educação com intuito de contribuir para o debate acerca do atual processo de reconfiguração dessa modalidade de investigação no Brasil. São analisados os problemas relacionados à utilização do referencial teórico positivista-funcionalista bem como os elementos centrais que delineiam as novas perspectivas teórico-metodológicas. Ao final, são analisados os desafios e potencialidades heurísticas dessa modalidade de pesquisa.

ABSTRACT: The purpose of this article is to discuss some theoretical and methodological issues that circumscribe comparative studies in education aiming to contribute to the debate about the current reconfiguration process of this modality of research in Brazil. Discusses the problems related to the use of positivist-functionalist theoretical framework as well as the core elements that outline the new theoretical and methodological perspectives. A the end, we analyze the heuristic challenges and potentials of this research mode.

RÉSUMÉ: Cet article discute certaines questions théoriques et méthodologiques concernant les études comparées en éducation afin de contribuer au débat sur le processus actuel de reconfiguration de cef genre d'investigations au Brésil. Après une analyse des problèmes liés à l'utilisation du cadre de références théorique positiviste-fonctionnaliste et des éléments centraux constituant les grandes lignes des nouvelles perspectives théorico-méthodologiques, il examine les enjeux et les potentialités heuristiques de ce mode de recherche.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Referências

AFONSO, A. J. Reforma do estado e políticas educacionais: entre a crise do

estado-nação e a emergência da regulação supranacional. Educação &

Sociedade [online]. vol.22, n.75, p. 15-32, 2001.

________. Políticas avaliativas e accountability em educação — subsídios para

um debate iberoamericano. Sísifo: Revista de ciências da educação. n.º 9, p. 57-

, mai/ago-2009

BARROSO, J. Os novos modos de regulação das políticas educativas na Europa:

da regulação do sistema a um sistema de regulações. Educação em Revista,

Belo Horizonte, Faculdade de Educação / UFMG, v. 39, p. 19-28, Julho/2004.

________. Da política baseada no conhecimento às práticas baseadas em

evidências. Consequências para regulação do trabalho docente. In: OLIVEIRA,

D. A e DUARTE, A. Políticas públicas e educação: regulação e conhecimento.

Belo Horizonte: Fino Traço, 2011, p. 91-116.

BÓRON, A. Os ‚novos Leviatãs‛ e a pólis democr{tica: neoliberalismo,

decomposição estatal e decadência da democracia na América Latina. In:

SADER, E.; GENTILI, P. (Orgs). Pós-neoliberalismo II: que Estado para que

democracia? Petrópolis: Vozes, 1999, p. 7- 67.

Revista Educação e Políticas em Debate – v. 2, n. 1 – jan./jul. 2013

BOURDIEU, P. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1989.

BURBULES, N. C. & TORRES, C. A. Globalização e educação. Porto Alegre:

Artes Médicas, 2004.

CANÁRIO, R. A Escola e a Abordagem Comparada: Novas realidades e novos

olhares. Sísifo: Revista de Ciências da Educação Lisboa, p. 27-36 set-dez./2006.

CHARTIER, R. A História Cultural: Entre Práticas e Representações. Lisboa:

Difel.1990.

FRANCO, M. C. Quando nós somos o outro: questões teórico-metodológicas

sobre os estudos comparados. Educação & Sociedade. Ano XXI, no 72, p. 197-

, agosto/2000.

________. Estudos comparados: sua epistemologia e sua historicidade. Revista

Trabalho Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v.7, suplemento, p.129-151, 2009.

GOERGEN, P. L. Educação Comparada: uma disciplina atual ou obsoleta?

Campinas, Revista Pró-Posições, Revista da Faculdade de Educação, vol. 2,

n°3, p. 6-19, Dezenbro/1991.

MÉSZÁROS, I.. A Educação para além do Capital. São Paulo: Boitempo, 2005.

OLIVEIRA, D. A. Regulação das políticas educacionais na América Latina e

suas consequências para os trabalhadores docente. Educação & Sociedade.

Políticas Públicas de Regulação: Problemas e perspectivas da educação básica.

Campinas, v. 26, n. 92, p.725-752, out. 2005.

OLIVEIRA, D. A. e DUARTE, A. Políticas públicas e educação: regulação e

conhecimento. Belo Horizonte: Fino Traço, p. 91-116, 2011.

Downloads

Publicado

2013-11-07

Como Citar

REZENDE, V. M.; ISOBE, R. M. R.; MOREIRA, F. A. Investigação comparada em educação: Aspectos teóricos e metodológicos / Comparative research in education: Theoretical and methodological aspects / Recherche Comparee En Education : Aspects Theoriques Et Methodologiques. Revista Educação e Políticas em Debate, [S. l.], v. 2, n. 1, 2013. DOI: 10.14393/REPOD-v2n1a2013-24068. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistaeducaopoliticas/article/view/24068. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos