IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS CRÍTICAS DE EROSÃO E ESTIMATIVA DO POTENCIAL NATURAL DE EROSÃO MEDIANTE SIG E SENSORIAMENTO REMOTO

Conteúdo do artigo principal

Richarde Marques da Silva
Celso Augusto Guimarães Santos
Suzana Maria Gico Lima Montenegro

Resumo

Um método baseado em SIG foi aplicado para identificar as sub-bacias que mais contribuem para a erosão dos solos e para determinar as perdas de solo na bacia Tapacurá, Estado de Pernambuco. O mapeamento de áreas de risco de erosão é uma importante ferramenta para o planejamento da gestão dos recursos hídricos, permitindo aos pesquisadores modificarem o uso do solo de forma adequada e implantar estratégias mais sustentáveis a longo prazo. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar e identificar sub-bacias críticas quanto à erosão dos solos mediante a USLE e o fator C derivado de NDVI. Foram utilizados mapas da erosividade (fator R), erodibilidade (fator K), declividade e comprimento de rampa (fator LS) e cobertura e manejo do solo (fator CP), obtidos a partir de dados de precipitação, modelo de elevação digital do terreno, mapa dos tipos de solo e NDVI derivado de imagens de satélite. Para analisar o processo de simulação das perdas de solo foi calculada a Taxa de Entrega de Sedimentos (SDR). Os resultados mostraram que o valor médio da SDR foi de 11,5%, e a perda de solo média calculada para a bacia foi de 0,108 t/ha/ano, enquanto a observada foi de 0,169 t/ha/ano. A metodologia aplicada apresentou resultado satisfatório (R² = 0,81) e permitiu identificar na bacia as áreas mais susceptíveis à erosão, constituindo uma importante ferramenta preditiva para a gestão ambiental nessa região, assim, essa metodologia pode ser aplicada na identificação de áreas críticas de erosão do solo em outras bacias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Detalhes do artigo

Como Citar
DA SILVA, R. M.; SANTOS, C. A. G.; MONTENEGRO, S. M. G. L. IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS CRÍTICAS DE EROSÃO E ESTIMATIVA DO POTENCIAL NATURAL DE EROSÃO MEDIANTE SIG E SENSORIAMENTO REMOTO. Revista Brasileira de Cartografia, [S. l.], v. 65, n. 5, 2013. DOI: 10.14393/rbcv65n5-43868. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/revistabrasileiracartografia/article/view/43868. Acesso em: 30 nov. 2022.
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Richarde Marques da Silva, Universidade Federal da Paraíba

Universidade Federal da Paraíba

Celso Augusto Guimarães Santos, Universidade Federal da Paraíba

Universidade Federal da Paraíba

Suzana Maria Gico Lima Montenegro, Universidade Federal de Pernambuco

Universidade Federal de Pernambuco