Uma história de Formação de Professores no Paraná: a Universidade Volante

Conteúdo do artigo principal

Emerson Rolkouski
https://orcid.org/0000-0001-7961-4715
Carlos Roberto Vianna
https://orcid.org/0000-0003-1889-0753
Laura Leal Moreira
https://orcid.org/0000-0001-7914-9526

Resumo

Este artigo apresenta os cursos de formação de professores ofertados pelo projeto da Universidade Federal do Paraná, Universidade Volante, na década de 1960. A história é contada a partir de fontes documentais e de fontes orais criadas para essa investigação sobre uma parte da História da Educação no Paraná. Foram consultados os anuários da Universidade Federal do Paraná, promotora da Universidade Volante, que forneceram dados quantitativos. As fontes orais contribuíram com aspectos qualitativos e foram criadas a partir de entrevistas com duas educadoras que participaram do projeto, uma como formadora e outra como aluna. As entrevistas foram realizadas seguindo procedimentos teórico-metodológicos da História Oral, que são apresentados no artigo. A investigação revelou como se mobilizavam os professores do interior do Paraná, na década de 1960, em busca de formação profissional em um cenário que revela uma faceta da história da formação de professores e da educação matemática no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Rolkouski , E. ., Vianna, C. R. ., & Moreira , L. L. . (2021). Uma história de Formação de Professores no Paraná: a Universidade Volante. Ensino Em Re-Vista, 28(Contínua), e028. https://doi.org/10.14393/ER-v28a2021-28
Seção
DOSSIÊ - HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Referências

ALBERTI, V. Manual de História Oral. 3 ed. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2013.

BARALDI, I.M.; GAERTNER, R. Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário- CADES: da sua criação à sua extinção. In: Textos e Contextos – Um esboço da CADES na História da Educação (Matemática). Blumenau, SC: Edifurb, 2013, v.1, p.15-28.

BRASIL. Presidência da República. Decreto-Lei nº 4.244, de 9 de abril de 1942. Lei Orgânica do Ensino Secundário. Brasília, 1942. Disponível em . Acesso em 06 nov. 2020.

BRUNER, J. Fabricando Histórias: Direito, literatura, vida. São Paulo: Letra e Voz, 2014.

COSTA, R. R. A capacitação e aperfeiçoamento dos professores que ensinavam matemática no estado do Paraná ao tempo do Movimento da Matemática Moderna- 1961 a 1982. 1. ed. v. 1. Curitiba: Editora CRV, 2013. DOI: https://doi.org/10.24824/978858042772.1.

GARNICA, A. V. M. Manual de História Oral em Educação Matemática: outros usos, outros abusos. In: Seminário Nacional de História da Matemática (SNHMat). Sociedade Brasileira de História da Matemática (SBHMat), Guarapuava, 2007.

JENKINS, K. A História repensada. Tradução de Mario Vilela. Revisão Técnica de Margareth Rago. 4ed. São Paulo, Editora Contexto, 2013.

LIMA, F. R. de GEEM. Grupo de estudos do ensino da matemática e a formação de professores durante o movimento da matemática moderna no Brasil. 2006. 170 f. Dissertação. (Mestrado em Educação Matemática) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. 2006.

MARTINS-SALANDIM, M. E. A interiorização dos cursos de Matemática no estado de São Paulo: um exame da década de 1960. 2012. Tese. (Doutorado em Educação Matemática). Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/s0103-636x2013000100016.

MASSELI, M. R. V. P. O MMM no Paraná e a Professora Henrieta Dyminski Arruda. In: XIX ENCONTRO BRASILEIRO DE ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2015, Juiz de Fora. Anais [...]. Juiz de Fora: XIX EBRAPEM.2015. p.1-12.

MASSELI, M. R. V. P. Uma personagem e um acervo: rastros do discurso do MMM no Paraná. 2017. ? f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2017.

MOREIRA, L. L. A Universidade Volante e a formação de professores no interior do Paraná na década de 1960. 2018. 216 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e em Matemática) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2018.

PINTO, N. B. Zélia Milléo Pavão: uma educadora matemática paranaense. VALENTE, W. R. (org.). Educadoras Matemáticas: Memórias, Docência e Profissão. São Paulo, SP: Editora Livraria da Física, 2013. – (Coleção história da matemática para professores), p. 399- 410.

PORTELLI, A. Ensaios de História Oral. Tradução de Fernando Luiz Cassio e Ricardo Santhiago. São Paulo: Letra e Voz, 2010.

RIOS, D. F. Memórias de ex-alunos do Colégio de Aplicação da Universidade da Bahia sobre o ensino de Matemática Moderna: a construção de uma instituição modernizadora. 2012. 505f. Tese (Doutorado em Ens., Filos. e Hist. das Ciências) – UFBA/UEFS. Salvador.

SEARA, H. F. Núcleo de Estudos e Difusão do Ensino da Matemática – NEDEM – ‘Não É Difícil Ensinar Matemática’. 2005. 552f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

SILVA, H. Centro de educação matemática (CEM): fragmentos de identidade. 2006. vii, 448 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2006.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1960-1961. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1962. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1960-1961. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1963-1964. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1968. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1969. Curitiba – PR.

UNIVERSIDADE DO PARANÁ. Anuário da Universidade Federal do Paraná. 1970. Curitiba – PR.

VIEIRA, C. S. Extensão Universitária: concepções presentes na formalização, em propostas e práticas desenvolvidas na Universidade Federal do Paraná (1968-1987). 2014. 290 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em Educação, Setor de Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.