Professores como intelectuais e a construção coletiva de conhecimentos didáticos

Conteúdo do artigo principal

Caroline Pacievitch
https://orcid.org/0000-0003-3484-8168
Amanda Gabriela Rocha Oliveira
https://orcid.org/0000-0002-4565-6391

Resumo

O objeto de estudo deste artigo é a formação continuada de professores de História a partir da produção coletiva de conhecimentos didáticos no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - Pibid História, com foco no processo de interlocução e produção coletiva desses conhecimentos envolvendo professores experientes e estudantes de licenciatura em formação. A problemática de fundo é como se aprende a ensinar História a partir da concepção de professores como intelectuais transformadores, conforme Henry Giroux. Os resultados auxiliam a demonstrar que o grupo de bolsistas de iniciação à docência e supervisores conseguiu realizar a construção coletiva de conhecimentos didáticos, além de explorar as relações entre perfil profissional e escolhas didáticas realizadas ao longo da pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
Pacievitch, C. ., & Oliveira, A. G. R. . (2020). Professores como intelectuais e a construção coletiva de conhecimentos didáticos. Ensino Em Re-Vista, 27(1), 279–301. https://doi.org/10.14393/ER-v27n1a2020-12
Seção
Dossiê O caminho se faz caminhando: formação docente no fazer e refazer

Referências

BERGMAN, Klaus. A história na reflexão didática. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.9, n.19, p. 29-42, set. 1989/fev. 1990.

CARDOSO, Oldimar. Para uma definição de didática da história. Revista Brasileira de História, São Paulo, v.28, n.55, p.153-170, 2008.

GINZBURG, Carlo. Olhos de madeira: nove reflexões sobre a distância. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

GIROUX, Henry. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 2003.

MÉVEL, Yannick; TUTIAUX-GUILLON, Nicole. Didactique et Enseignement de l’Historie-géographie au Collège et au Lycée. Paris: Publibook, 2013.

PACIEVITCH, Caroline. Conhecimento didático e formação de professores de História: contribuições para a teoria e a prática. Diálogo Andino. Arica, n.53, p. 117-126, jun. 2017. Disponível em: https://scielo.conicyt.cl/pdf/rda/n53/0719-2681-rda-53-00117.pdf. Acesso em: 19 nov. 2019.

PORTELLI, Alessandro. Tentando aprender um pouquinho, algumas reflexões sobre ética na história oral. Projeto História, São Paulo, n.15, abr. 1997.

SANTISTEBAN, Antoni; GONZÁLEZ, Neus; PAGÈS, Joan. Una investigación sobre la formación Del pensamiento histórico. In: ÁVILA, R.M.; RIVERO, M.P. & DOMÍNGUEZ, P.L. Metodología de investigación en ciências sociales. Zaragoza: Institución “Fernando el Católico”, 2010, p.115-128.

SILVA, Marcos; GUIMARÃES, Selva. Ensinar História no século XXI: em busca do tempo entendido. Campinas, SP: Papirus, 2007.

ZAMBONI, Ernesta; DIAS, Maria de Fátima; FINOCCHIO, Silvia. Peabiru: um caminho, muitas trilhas. Ensino de história e cultura contemporânea. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2014.