Pesquisa Participante em territórios rurais

histórias femininas de luta, roça e mariscagem

Autores

  • Francinalda Maria Rodrigues da Rocha Universidade Federal de São Carlos/ Núcleo de Pesquisa e Extensão Rural
  • Mariana Machitte de Freitas Universidade Federal de São Carlos/ Núcleo de Pesquisa e Extensão Rural https://orcid.org/0000-0002-2323-311X
  • Diogo Marques Tafuri Universidade Federal de São Carlos/ Programa de Pós Graduação em Educação https://orcid.org/0000-0003-0880-1243

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT195371280

Palavras-chave:

Educação Popular, cultura camponesa, povos e comunidades tradicionais, Pesquisa Participante

Resumo

Os estudos e trabalhos do antropólogo Carlos Rodrigues Brandão foram paradigmáticos para o campo da Educação Popular, na medida em que propiciaram as bases teóricas, epistemológicas e metodológicas para a crítica da ciência positivista e para valorização dos saberes populares e tradicionais. Elaborando uma concepção de cultura como saber e sentido, Brandão reconhece os seres humanos como sendo seres essencialmente do aprendizado, defendendo uma educação popular crítica, dialógica e contra hegemônica. Assim, à luz da teoria de educação como cultura de Brandão e da pesquisa participante, discutiremos experiências femininas de construção das culturas e saberes populares, imbrincados que estão aos processos de resistência e permanência nos territórios rurais de camponesas e marisqueiras, nos estados de São Paulo e do Piauí. Argumentamos que persistência em luta está intrinsecamente ligada às experiências de educação popular das mulheres do campo e das águas discutidas neste artigo, visto que o embate pela permanência nos territórios, fundamentada pelo manejo ecológico da natureza e pela valorização dos saberes das populações tradicionais, se traduz como resistência individual, familiar e coletiva dentro das realidades sociais apresentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francinalda Maria Rodrigues da Rocha, Universidade Federal de São Carlos/ Núcleo de Pesquisa e Extensão Rural

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Piauí (1998) e graduação Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal do Piauí (2017). Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente- PRODEMA, no curso de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Especialista em gestão ambiental, ecoturismo e educação ambiental. 

Mariana Machitte de Freitas, Universidade Federal de São Carlos/ Núcleo de Pesquisa e Extensão Rural

Bacharel em Ciências Econômicas (2007) e mestre em Desenvolvimento Econômico na área de Economia Social e do Trabalho pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (2012), realizou sua dissertação sobre as Políticas Públicas de Economia Solidária do governo federal nos anos de 2003 a 2010. Doutora em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (2020), em que desenvolveu pesquisa na área de Práticas Sociais e Processos Educativos com mulheres assentadas beneficiárias do Programa Bolsa Família. 

Diogo Marques Tafuri, Universidade Federal de São Carlos/ Programa de Pós Graduação em Educação

Bacharel em Ciências Sociais (2007) pela Universidade de São Paulo (USP), Mestre e Doutor em Educação (2019) pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), integra desde 2015 o quadro de sócios da Cooperativa de Trabalho e Assessoria Técnica, Extensão Rural e Meio Ambiente (AMATER). Possui experiência profissional em Educação Popular, Economia Solidária, Políticas Públicas, Agroecologia, Assistência Técnica e Extensão Rural, com enfoque em certificação orgânica e na organização coletiva e inserção de agricultores familiares em mercados públicos e privados. Desde 2020, trabalha como pesquisador do Núcleo de Pesquisa e Extensão Rural da UFSCar (NuPER), dedicando-se a aprofundar o conhecimento e reflexão crítica sobre questões agrárias, agroecológicas e políticas públicas para o desenvolvimento rural em suas múltiplas dimensões, por meio da articulação entre ensino, pesquisa e extensão universitária. Realiza pesquisa de pós-doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) da UFSCar.

Downloads

Publicado

14-04-2024

Como Citar

ROCHA, F. M. R. da; FREITAS, M. M. de; TAFURI, D. M. Pesquisa Participante em territórios rurais: histórias femininas de luta, roça e mariscagem. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 19, n. 53, p. 199–217, 2024. DOI: 10.14393/RCT195371280. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/71280. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Trabalho de Campo e a Pesquisa Participante: a contribuição de Carlos Rodrigues Brandão