Aproximações sobre a segregação socioespacial a partir da pesquisa-ação em Londrina/PR

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT185171013

Palavras-chave:

segregação socioespacial, pesquisa-ação, Londrina

Resumo

O artigo apresenta resultados parciais de pesquisa realizada com moradores do conjunto Nossa Senhora da Paz, em Londrina/PR. Tem como objetivo analisar o sentimento de pertencimento ao território, bem como de segregação socioespacial que possa perdurar entre os sujeitos. Foram utilizadas pesquisa bibliográfica e documental, assim como levantamento cartográfico e estatístico buscando descrever e contextualizar o território. A pesquisa-ação utilizada como metodologia busca desenvolver uma práxis territorial comprometida com a transformação social, em que os sujeitos do processo tenham como resultado trocas de conhecimentos e saberes. Os primeiros resultados apontam que mesmo após décadas do início da ocupação, os moradores ainda se sentem segregados em razão de a localidade não ser atendida minimamente por serviços básicos, o que mostra a privação de acesso aos direitos à cidade; e o estigma que carregam pela popularidade do nome “favela da Bratac”, o que gera dificuldades na procura por postos de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisa Roberta Zanon, Universidade de São Paulo (in memorian)

Instituto de Arquitetura e Urbanismo IAU-USP, Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo, São Carlos, SP, Brasil

Eliane Barbosa Santos Pagani, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Doutoranda em Serviço Social e Política Social - UEL. Mestrado em Serviço Social e Política Social pela UEL (2016). Graduação em Serviço Social pela UEL (2000).

Sandra Maria Almeida Cordeiro, Universidade Estadual de Londrina (UEL)

Departamento de Serviço Social e Política Social, Pós-graduação em Serviço Social, Londrina, PR, Brasil

Downloads

Publicado

16-11-2023

Como Citar

ZANON, E. R.; PAGANI, E. B. S.; CORDEIRO, S. M. A. Aproximações sobre a segregação socioespacial a partir da pesquisa-ação em Londrina/PR. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 18, n. 51, p. 196–214, 2023. DOI: 10.14393/RCT185171013. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/71013. Acesso em: 13 jul. 2024.

Edição

Seção

Edição Especial Metodologias Qualitativas de Pesquisa e/ou Ação