Universidade, território e participação social

Autores

  • Pamela Cichoski Universidade Tecnologica Federal do Paraná
  • Marlize Rubin-Oliveira Universidade Tecnológica Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT174502

Palavras-chave:

Consciência de lugar, América Latina, Diálogo de Saberes

Resumo

No presente texto, propõem-se uma análise da universidade e da produção do conhecimento, considerando as transformações sócio-políticas-culturais que desenharam as estruturas sociais na América Latina ao longo dos séculos. Desse modo, faz-se importe analisar a universidade na sua relação com a sociedade, num movimento sentipensante, ligado à “consciência de lugar” e com centralidade no território. Assim, busca-se entender a universidade como um território que é dinâmico, multidimensional e conflitivo, estendendo-se espacialmente de diferentes maneiras e em distintas escalas. Para tanto, essa reflexão está dividida em três momentos de análise: no primeiro discute-se as raízes da universidade e suas grandes transformações histórico-políticas; no segundo momento, centra-se na discussão da “consciência de lugar” e na compreensão da universidade como um território, e, por fim, no terceiro momento, aborda-se a participação social como um caminho possível e necessário de aproximação e comunicação entre universidade e sociedade regional. Nesse sentido, entendemos que o diálogo de saberes apresenta-se como uma possibilidade de fazer ciência, fundamentando e possibilitando a construção e o fortalecimento da consciência política, crítica, de classe ligada ao lugar, aos territórios; da mesma forma, novas formas de ensino-aprendizagem, voltadas para a aproximação universidade-comunidade mostram-se necessárias e importantes. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pamela Cichoski, Universidade Tecnologica Federal do Paraná

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (PPGDR/UTFPR), Mestre em Desenvolvimento Rural Sustentável (PPGDRS/Unioeste) e licenciada em Geografia pela Unioeste. Membro do grupo de estudo sobre universidades GEU e bolsista Capes.  

Marlize Rubin-Oliveira, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Professora Associada da Universidade Tecnológica Federal do Paraná do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR). Coordenadora do Grupo de Estudos sobre Universidade (GEU/UTFPR). Doutora em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Pelotas - RS (2000). Licenciada em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Maria - RS (1990). A partir da perspectiva decolonial os principais interesses de investigação estão no campo da Educação Superior como lugar epistêmico, com foco em temas como produção de conhecimentos, interdisciplinaridade, internacionalização e interculturalidade.

Downloads

Publicado

30-06-2022

Como Citar

CICHOSKI, P.; RUBIN-OLIVEIRA, M. Universidade, território e participação social. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 17, n. 45, p. 24–53, 2022. DOI: 10.14393/RCT174502. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/66003. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê "MÉXICO RURAL E (DES)ENVOLVIMENTO"