As lutas indígenas pelo direito à terra e pelo território na Amazônia

Uma análise a partir das cartas públicas dos povos indígenas em situação de conflito

Autores

  • Clara Maria Ribeiro Consort Fortunato Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense https://orcid.org/0000-0002-8077-1248

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT153908

Resumo

A proposta deste artigo é apresentar os resultados de pesquisa realizada enquanto trabalho de Conclusão de Curso na obtenção da graduação em Geografia a partir da coleta, seleção e análise de cartas públicas dos povos indígenas em situação de conflito produzidas no período de 2007-2013 na região da Amazônia Legal. Nosso objetivo é identificar e analisar, de que maneira, os repertórios de luta e rexistência indígenas na Amazônia podem ser expressos por meio das cartas públicas direcionadas, principalmente, às autoridades institucionais e governamentais. Temos a pretensão de analisar qual a relação entre os distintos contextos de conflitos sociais expressos nesses documentos; as estratégias construídas e o conjunto de articulações feitas pelas demandas indígenas para a produção de uma política de escalas a partir da circulação das cartas. Estamos interessados em compreender de que maneira as cartas expressam a afirmação de territorialidades e valoração de identidades indígenas bem como os processos de articulação e consolidação de alianças entre grupos étnicos distintos na busca por reconhecimentos, garantias e efetividades de direitos. Buscamos a partir desta pesquisa aprofundar a compreensão do campo das lutas indígenas, ressaltar outras formas de relação com a natureza, outras concepções de desenvolvimento e expectativas de futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

30-12-2020

Como Citar

FORTUNATO, C. M. R. C. . As lutas indígenas pelo direito à terra e pelo território na Amazônia: Uma análise a partir das cartas públicas dos povos indígenas em situação de conflito. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 15, n. 39 Dez., p. 117–144, 2020. DOI: 10.14393/RCT153908. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/60258. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Políticas Públicas e Povos do Campo