Pecuária, espaço e recursos no Mato Grosso do Sul - Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT153711

Resumo

O Estado de Mato Grosso do Sul tem sua dinâmica produtiva historicamente formada pela pecuária e lavoura de grãos, tendo se integrado ao capitalismo industrial pelas exportações de commodities a partir dos anos sessenta. A pecuária bovina sempre esteve distribuída pelo território, embora ainda concentrada no Pantanal, onde recursos naturais lhe reservam exclusividade no uso do espaço rural. O objetivo desta pesquisa foi compreender características atuais da pecuária bovina utilizando a proposta de combinação de recursos: humanos, técnicos, físicos, de capital e financeiros; além dos conceitos de produtividade e competitividade. Foram utilizados dados secundários extraídos de IBGE, MAPA, EMBRAPA, SEMAGRO, além de revisão bibliográfica. Concluímos que a dinâmica produtiva da pecuária bovina no Mato Grosso do Sul tem sido o resultado de eficiente combinação das vantagens comparativas naturais, tem incorporado tecnologia e com isso alcançado parâmetros de competitividade e produtividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisandra Pereira Lamoso, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)Faculdade de Ciências Humanas

Doutora em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo Pós-doutorado em Geografia no IGEO da Universidade Federal do Rio de Janeiro Docente na graduação e no mestrado em Geografia da UFGD Bolsista de Produtividade em Pesquisa II do CNPq.

Downloads

Publicado

22-12-2020

Como Citar

LAMOSO, L. P. Pecuária, espaço e recursos no Mato Grosso do Sul - Brasil. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 15, n. 37 Ago., p. 249–268, 2020. DOI: 10.14393/RCT153711. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/56209. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos