Geografia das exportações de açúcar e de etanol no estado de Minas Gerais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT153609

Palavras-chave:

exportações, setor sucroenergético, açúcar, etanol, Minas Gerais

Resumo

Nos mercados de commodities, o desenvolvimento do setor sucroenergético relaciona-se com a produção de três produtos com aceitação nos mercados que são o açúcar, o etanol e a bioeletricidade. Na política de exportação do açúcar e do etanol, as corporações adotaram estratégias que interligam as redes dos segmentos alimentícios e energéticos para a inserção de seus produtos nos mercados globais. O objetivo deste artigo foi analisar a dinâmica espacial das exportações de açúcar e de etanol no Estado de Minas Gerais, considerando as estruturas produtivas, as redes de distribuição e os mercados internacionais compradores, no período de 1997 a 2017. A metodologia adotada foi organizada por meio da revisão de literatura, da coleta e da análise de dados do setor sucroenergético. No território mineiro, a dinâmica socioeconômica da produção e da exportação de açúcar e etanol se concentrou em empresas localizadas na mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba que usaram na distribuição dos produtos de forma mais intensa o transporte rodoviário nacional, os recintos portuários e o transporte marítimo internacional, interconectando as unidades produtivas e os mercados globais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Andrei Gonçalves Pereira, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutorado em Geografia (UFU); Mestrado em Desenvolvimento Social (UNIMONTES); Graduação em Geografia (UNIMONTES). Atualmente é Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia e do Departamento de Geociências (UNIMONTES)

Jorge Barbosa Barreto, Universidade Estadual de Montes Claros

Graduação em Geografia (UNIMONTES). Participação em projeto de Iniciação Científica.

Downloads

Publicado

03-07-2020

Como Citar

PEREIRA, L. A. G.; BARRETO, J. B. Geografia das exportações de açúcar e de etanol no estado de Minas Gerais. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 15, n. 36 Jul., p. 230–258, 2020. DOI: 10.14393/RCT153609. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/52185. Acesso em: 21 jul. 2024.