Análise sociocultural do espaço periurbano entre Campina Grande e Lagoa Seca, Paraíba

Autores

  • José Silvan Borborema Araújo Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT91924635

Palavras-chave:

Espaço periurbano, Relações sócio-culturais, Campina Grande, Lagoa Seca, Paraíba

Resumo

O presente artigo tem por finalidade discutir as relações sócio-culturais do espaço periurbano entre as cidades de Campina Grande e de Lagoa Seca - Paraíba/Brasil, destacando as novas formas de uso do solo que estabelecem diversas relações socioeconômicas e culturais entre a população que ali reside e circula. As mudanças e permanências ocorridas nesta área se deram a partir da segunda metade da década de 1990, com a territorialização de condomínios horizontais fechados, pousadas, loteamentos populares e restaurantes, mas que ainda estão entremeados à agricultura de caráter familiar, comércio de produtos artesanais, plantas para ornamentação, etc. Assim, busca-se entender, mediante uma leitura histórica/geográfica, as características socioespaciais e culturais da área que se mostram relevantes para a formação de uma zona periurbana nessa porção do território paraibano. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Silvan Borborema Araújo, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

Doutorando em Geografia - UERJ

Downloads

Publicado

31-10-2014

Como Citar

BORBOREMA ARAÚJO, J. S. Análise sociocultural do espaço periurbano entre Campina Grande e Lagoa Seca, Paraíba. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 9, n. 19 Out., p. 508–530, 2014. DOI: 10.14393/RCT91924635. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/24635. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos