Implicações socioeconômicas decorrentes do movimento migratório sazonal dos trabalhadores de Timbiras – MA para São Paulo – SP

Autores

  • Melquezedek Brito Correa Secretaria de Educação do Estado do Maranhão
  • Maria Tereza Alencar Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Universidade Estadual do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT81514986

Palavras-chave:

Migração sazonal, Exploração do trabalho, Capital, Agroindustrial, Timbiras

Resumo

Em pleno século XXI a sociedade continua sua evolução e os problemas sociais estão cada vez mais latentes. Esta pesquisa apresenta uma contribuição ao debate científico a cerca dos processos migratórios internos no Brasil, sobretudo as migrações sazonais inter-regionais. Objetivo principal deste trabalho é analisar as principais causas e conseqüências decorrentes do movimento migratório sazonal dos trabalhadores de Timbiras - MA para o estado de São Paulo - SP. Dessa maneira, abordaremos os processos que originam a saída destes trabalhadores, como a ausência de trabalho e emprego, a expropriação de suas terras; e as implicações decorrentes deste processo na vida destes trabalhadores e no espaço em que habitam - o de origem. Esses trabalhadores são vitimas do processo migratório e da superexploração do trabalho por parte das empresas do Complexo Agroindustrial Canavieiro. O trabalho foi realizado através de pesquisa direta no local de estudo, visando atender aos objetivos propostos e revisão bibliográfica de obras e trabalho relacionados à temática. Segundo alguns teóricos consultados o Maranhão, juntamente com o Piauí, é o um dos estados de onde saem mais trabalhadores para o corte de cana em São Paulo. Isso deve a dois fatores principais, más não os únicos. Primeiro, as empresas canavieiras precisam de trabalhadores resistentes, jovens e pacíficos. Segundo, os maranhenses que se aventuram na migração são oriundos do trabalho na pequena agricultura familiar e se encaixam perfeitamente no perfil procurado pelas usinas de açúcar. Dos municípios maranhenses, Timbiras se destaca quando o assunto é a migração para São Paulo, uma vez que essas pessoas são obrigadas a tornarem-se migrantes por falta de trabalho no espaço de origem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Melquezedek Brito Correa, Secretaria de Educação do Estado do Maranhão

Graduado em Geografia pela UEMA. Professor de Geografia da Rede Pública Estadual do Maranhão

Maria Tereza Alencar, Universidade Estadual do Piauí (UESPI). Universidade Estadual do Maranhão

Professora adjunta do curso de Geografia da UESPI e UEMA. Doutora em Geografia pela UFS. Professora do Programa de Mestrado em Geografia da UFPI. Coordenadora do NUPERRE. Coordenadora do Projeto PIBID Geografia UESPI.

Downloads

Publicado

17-03-2013

Como Citar

CORREA, M. B.; ALENCAR, M. T. Implicações socioeconômicas decorrentes do movimento migratório sazonal dos trabalhadores de Timbiras – MA para São Paulo – SP . Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 8, n. 15 Fev., 2013. DOI: 10.14393/RCT81514986. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/14986. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos