A produção e o consumo de biocombustíveis no mundo atual: questões-chave para analisar a sua sustentabilidade

Autores

  • Cláudia Caseiro Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCT61212071

Palavras-chave:

Biocombustíveis, Ambiente, Energia, Biodiesel, Bioetanol

Resumo

Os biocombustíveis são combustíveis provenientes de matérias-primas naturais e renováveis, como óleos vegetais, plantas ricas em açúcares ou amidos, gorduras animais e óleos ou gorduras residuais, utilizados como substitutos do gasóleo e da gasolina. Esta alternativa ao combustíveis de origem fóssil tem sido apresentada como uma escolha atractiva, sobretudo, devido aos seus benefícios ambientais, dos quais se destacam o facto de ser biodegradável, não ser tóxico e a sua combustão reduzir a emissão de gases com efeito de estufa para a atmosfera. Contudo para se verificar a sustentabilidade de um produto não é suficiente analisar os impactos do seu consumo final, é necessário observar todo o seu ciclo de produção, desde a obtenção das suas matérias-primas. Neste sentido, este artigo pretende para além de caracterizar a produção e o consumo de biocombustíveis no Mundo, apresentar as questões-chave que devem ser ponderadas para analisar a sustentabilidade destes combustíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Caseiro, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa

Docente Convidada do Departamento de Geografia e Planeamento Regional e Colaboradora do Centro de Estudos de Geografia e Planeamento Regional (e-GEO), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa, Portugal

Downloads

Publicado

09-08-2011

Como Citar

CASEIRO, C. A produção e o consumo de biocombustíveis no mundo atual: questões-chave para analisar a sua sustentabilidade. Revista Campo-Território, Uberlândia, v. 6, n. 12 Ago., p. 6–31, 2011. DOI: 10.14393/RCT61212071. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/12071. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos