USO DE SENSORIAMENTO REMOTO PARA MONITORAMENTO DE PARÂMETROS DE QUALIDADE DE ÁGUA NO RIO DOCE, MINAS GERAIS, BRASIL

Autores

  • Higor Costa de Brito Universidade Federal de Campina Grande https://orcid.org/0000-0003-4721-7197
  • Rochele Sheila Vasconcelos Universidade Federal de Pernambuco
  • Iana Alexandra Alves Rufino Universidade Federal de Campina Grande
  • Yáscara Maia Araújo de Brito Universidade Estadual da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG239060922

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Landsat, Desastre ambiental, Google Earth Engine

Resumo

A qualidade da água é um aspecto indispensável quando se trata dos seus principais usos, especialmente para fins de abastecimento humano. Este estudo teve como objetivo analisar alguns parâmetros de qualidade da água (turbidez, clorofila-a e profundidade do disco de Seciei) no Rio Doce, utilizando imagens do satélite Landsat 8, disponibilizadas através da plataforma do Google Earth Engine. A análise dos dados foi realizada com base nas características da água antes, durante e após o rompimento da Barragem de Fundão, comparando os dados disponibilizados por órgãos governamentais com combinações de bandas espectrais do satélite. Os resultados obtidos demonstraram a eficácia do sensoriamento remoto como ferramenta para monitoramento de parâmetros de qualidade de água visíveis, destacando grandes mudanças no período do desastre, como aumento da turbidez (cerca de 445%) e a perda de transparência das águas (aproximadamente 29%) do Rio Doce.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-12-2022

Como Citar

DE BRITO, H. C.; VASCONCELOS, R. S.; RUFINO, I. A. A.; DE BRITO, Y. M. A. USO DE SENSORIAMENTO REMOTO PARA MONITORAMENTO DE PARÂMETROS DE QUALIDADE DE ÁGUA NO RIO DOCE, MINAS GERAIS, BRASIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 23, n. 90, p. 108–119, 2022. DOI: 10.14393/RCG239060922. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/60922. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos