ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA VEGETAÇÃO E ÁREAS VERDES NA CIDADE DE FORTALEZA – CE

Autores

  • Ana Carla de Queiroz Paiva Secretaria Municipal das Finanças de Fortaleza
  • Rodrigo Guimarães de Carvalho Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Marco Lunardi Escobar Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Ilton Araújo Soares Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte
  • Frederico de Holanda Bastos Universidade Estadual do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238960266

Palavras-chave:

Meio ambiente urbano, Áreas protegidas, Planejamento urbano

Resumo

Este artigo teve como objetivo analisar a distribuição espacial da vegetação e das áreas verdes na cidade de Fortaleza/CE e sua relação com aspectos socioambientais. Os procedimentos metodológicos foram divididos nas etapas de pesquisa bibliográfica e documental, levantamento de material geocartográfico e de sensoriamento remoto e análise dos dados. Aplicou-se o Índice de Vegetação da Diferença Normalizada para a identificação das áreas com cobertura vegetal utilizando o software QGIS 3.4.8. Foram estabelecidas escalas e categorias de distribuição espacial da vegetação para análise dos dados e calculado o Índice de Cobertura Vegetal (ICV) para os bairros e a partir daí foram feitas análises de associação entre o ICV e o IDH. A maior parte da cobertura vegetal encontra-se na porção Leste do município, cuja expansão urbana ainda está em consolidação e abriga algumas unidades de conservação (UCs) importantes. As UCs e o Sistema de Áreas Verdes do município contribuem para resguardar uma parcela da vegetação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

10-10-2022

Como Citar

PAIVA, A. C. de Q.; DE CARVALHO, R. G.; ESCOBAR, M. L.; SOARES, I. A.; BASTOS, F. de H. ANÁLISE DA DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA VEGETAÇÃO E ÁREAS VERDES NA CIDADE DE FORTALEZA – CE. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 23, n. 89, p. 131–149, 2022. DOI: 10.14393/RCG238960266. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/60266. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos