A FOME DO CAPITAL E A EXPROPRIAÇÃO DOS BENS COMUNS - LAND/GREEN GRABBING E SUAS RELAÇÕES COM A REPRODUÇÃO DO DISCURSO NEOLIBERAL POR TRÁS DO FENÔMENO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

Autores

  • Alexandre Sabino do Nascimento Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Geociências, João Pessoa, PB, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG0058515

Palavras-chave:

Mudanças climáticas, Land/Green Grabbing, Bens comuns, Financeirização, Neoliberalização.

Resumo

Esse artigo tem por objetivo identificar e sistematizar uma possível chave de leitura em torno da análise da relação entre conceitos, agendas e paradigmas, aparentemente, desconexos como: mudanças climáticas, neoliberalismo/neoliberalização, segurança/soberania alimentar, land grabbing, green grabbing, assetização, desenvolvimento sustentável, conservação ambiental, Economia Verde e Bioeconomia, entre outros. Como metodologia para se chegar aos resultados alcançados efetivou-se uma pesquisa exploratória, bibliográfica e documental. Conclui-se que, atualmente, evolui uma corrida global por terras e recursos naturais, que representa certo rentismo ecológico manifestado nas análises dos fenômenos de land grabbing e green grabbing, esses fenômenos, por sua vez, estão associados a práticas e dispositivos neoliberalizantes e financeiros presentes na construção de uma agenda global construída sobre o discurso apocalíptico de uma sociedade de risco global ligada a paradigma das mudanças climáticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

17-12-2020

Como Citar

Nascimento, A. S. do . (2020). A FOME DO CAPITAL E A EXPROPRIAÇÃO DOS BENS COMUNS - LAND/GREEN GRABBING E SUAS RELAÇÕES COM A REPRODUÇÃO DO DISCURSO NEOLIBERAL POR TRÁS DO FENÔMENO DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS . Caminhos De Geografia, 222–248. https://doi.org/10.14393/RCG0058515