SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA E SENSORES REMOTOS NO PLANEJAMENTO DO TURISMO RURAL. UMA REVISÃO DE METODOLOGIAS.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG238658196

Palavras-chave:

Planejamento, Sensoriamento Remoto, Sistemas de Informação Geográfica, Turismo, Turismo Rural

Resumo

O turismo rural é visto como uma ferramenta para promover o crescimento econômico e o bem-estar social em áreas com baixo índice de desenvolvimento humano e que possuem atrativos naturais de interesse. É também considerado uma atividade econômica complementar por comunidades agrícolas que buscam promover a comercialização de produtos, bens e serviços. O principal atrativo do turismo rural são as diferentes características sociais e biofísicas da região (muitas das quais têm expressão espacial). A análise dessas características que têm expressão espacial pode ser feita com ajuda de sistemas de informação geográfica e sensoriamento remoto, facilitando sua gestão, planejamento e execução. Portanto, este artigo tem como objetivo analisar por meio de revisão bibliográfica diferentes metodologias aplicadas ao planejamento de projetos de turismo rural com o emprego de recursos e ferramentas de geoprocessamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-04-2022

Como Citar

MÉNDEZ-QUINTERO, J. D.; MORAIS, B. R.; NERO, M. A.; ELMIRO, M. A. T.; RIBEIRO, S. M. C. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA E SENSORES REMOTOS NO PLANEJAMENTO DO TURISMO RURAL. UMA REVISÃO DE METODOLOGIAS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 23, n. 86, p. 95–103, 2022. DOI: 10.14393/RCG238658196. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/58196. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos