(RE)ESTRUTURAÇÃO DA CIDADE E AS NOVAS EXPRESSÕES DE CENTRALIDADE URBANA NA CIDADE DE ANANINDEUA, AMAZÔNIA PARAENSE

Autores

  • Jovenildo Cardoso Rodrigues Universidade Federal do Pará (UFPA) https://orcid.org/0000-0002-5650-1168
  • Leide Laura de Carvalho Rodrigues Universidade Federal do Pará (UFPA)

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG228155203

Palavras-chave:

Centro e Centralidade Urbana, (Re)estruturação da Cidade, Cidades Amazônicas, Ananindeua

Resumo

As cidades brasileiras, entre elas as amazônicas, vêm passando por múltiplas, sucessivas e complexas transformações socioespaciais no limiar do século XXI. Tais transformações encontram-se vinculadas à urbanização do território, (re)estruturação de cidades metropolitanas e não metropolitanas. Situada na Amazônia paraense, a cidade de Ananindeua revela-se, no momento atual, como espaço de intensas “metamorfoses” socioespaciais, associadas a ações do Estado, a territorialização de novos agentes econômicos do comércio e serviços, que atuam em múltiplas escalas. O presente artigo objetiva analisar de que maneira os novos agentes de comércio e serviços vem interferindo na (re)estruturação da cidade e na (re)produção do centro e da centralidade urbana em Ananindeua-PA, a partir dos anos de 2000. Quanto aos procedimentos metodológicos, realizou-se levantamento bibliográfico e documental, observações sistemáticas qualitativas, registros fotográficos, produção cartográfica e entrevistas semiestruturadas. A pesquisa evidenciou que a territorialização de novos agentes de comércio e serviços em Ananindeua vem contribuindo para a ampliação da divisão social desigual do espaço da cidade, para mudanças aceleradas nas estruturas urbanas e para a constituição de uma cidade “multi(poli)cêntrica”, caracterizada por múltiplos centros, diversas centralidades urbanas e pela coexistência de tempos, temporalidades e espacialidades urbanas diferentes, diversas e desiguais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jovenildo Cardoso Rodrigues, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Possui Graduação em Ciências Econômicas - pela Universidade da Amazônia (UNAMA). Graduação em Geografia - Licenciatura e bacharelado - pela Universidade Federal do Pará (UFPA)/2008. É mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos/NAEA (Conceito CAPES 6), Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP/Campus Presidente Prudente(Conceito CAPES 7). Professor Visitante da Cardiff University, Wales, Reino Unido. É integrante da Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias - RECIME, do Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais - GAsPERR, do Centro de Estudos e de Mapeamento da Exclusão Social para Políticas Públicas - CEMESPP. É líder do Laboratório de Estudos e Pesquisas Geográficas sobre Habitação e Moradia - LAHAM. Professor Adjunto I da Universidade Federal do Pará (UFPA), vinculado à Faculdade de Geografia, Campus de Ananindeua. Exerceu a função de Vice-Coordenador Adjunto do Programa de Pós-Graduação em Geografia - PPGEO/UFPA. Atua ainda como professor PERMANENTE do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO)/UFPA, orientando pesquisas de MESTRADO e DOUTORADO e desenvolvendo trabalhos relacionados às temáticas: Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Capital Imobiliário, Desigualdade e Segregação Socioespacial, Urbanização e Cidades, Reestruturação Urbana, Cidades Médias, Planejamento e Gestão Urbana, Ordenamento Territorial Urbano, Planejamento e Gestão Urbana, Políticas Habitacionais, Produção da Moradia, Justiça Espacial e o Direito à Cidade.

Leide Laura de Carvalho Rodrigues, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Licenciada em Geografia pela Universidade da Amazônia (UNAMA) e Mestra em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGEO), Universidade Federal do Pará (UFPA).

Downloads

Publicado

01-06-2021

Como Citar

Rodrigues, J. C., & Rodrigues, L. L. de C. (2021). (RE)ESTRUTURAÇÃO DA CIDADE E AS NOVAS EXPRESSÕES DE CENTRALIDADE URBANA NA CIDADE DE ANANINDEUA, AMAZÔNIA PARAENSE. Caminhos De Geografia, 22(81), 106–126. https://doi.org/10.14393/RCG228155203

Edição

Seção

Artigos