DEFINIÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA A RECUPERAÇÃO FLORESTAL EM BACIAS HIDROGRÁFICAS A PARTIR DE ANÁLISE MULTICRITÉRIO

Autores

  • Renata Mafra Universidade do Oeste Paulista Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional
  • Lucas Prado Osco Universidade do Oeste Paulista Faculdade de Engenharia e Arquitetura. Rodovia Raposo Tavares https://orcid.org/0000-0002-0258-536X
  • Marcelo Rodrigo Alves Universidade do Oeste Paulista Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional https://orcid.org/0000-0001-6772-2831
  • Ana Paula Marques Ramos Universidade do Oeste Paulista Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional https://orcid.org/0000-0001-6633-2903

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217752869

Palavras-chave:

Inferência geográfica, Análise multicritério, Recuperação florestal, Áreas prioritárias, SIG

Resumo

A recuperação florestal em bacias hidrográficas é essencial para aumentar a produção de água de boa qualidade para consumo. Contudo, essa prática exige um planejamento adequado que aponte áreas prioritárias para o investimento de recursos econômicos e humanos no reflorestamento. O objetivo deste estudo foi identificar as áreas prioritárias para a recuperação florestal em bacias hidrográficas por meio de Análise Multicritério em ambiente SIG. Para o estudo de caso adotamos a bacia hidrográfica do rio Pirapozinho, São Paulo. Como critérios relevantes para a determinação de áreas prioritárias, adotamos: rede de drenagem, distância de rodovias, distância de áreas urbanas, fragmentos de vegetação, e vulnerabilidade a erosão. Os pesos de cada critério foram obtidos a partir do Processo Analítico Hierárquico (AHP). Testamos dois métodos para criação do mapa síntese: CLP (Combinação Linear Ponderada) e operador Fuzzy Gamma. Como resultado obtivemos dois cenários; o primeiro com o método CLP onde priorizamos áreas com fragmentos de vegetação e alta densidade de drenagem, e o segundo com o método Gamma, que priorizou áreas vulneráveis da bacia. Concluímos que o modelo de integração proposto satisfaz a identificação de áreas para a recuperação de florestas em bacias hidrográficas, e que diferentes cenários podem ser construídos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-10-2020

Como Citar

Mafra, R., Prado Osco, L. ., Rodrigo Alves, M. ., & Marques Ramos, A. P. (2020). DEFINIÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA A RECUPERAÇÃO FLORESTAL EM BACIAS HIDROGRÁFICAS A PARTIR DE ANÁLISE MULTICRITÉRIO. Caminhos De Geografia, 21(77), 220–233. https://doi.org/10.14393/RCG217752869

Edição

Seção

Artigos