GROUNDWATER QUALITY OF THE GUARANI (GAIS) AND SERRA GERAL (SGAIS) AQUIFER INTEGRATED SYSTEM IN WESTERN SANTA CATARINA, BRAZIL

Autores

  • Janete Facco Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC http://orcid.org/0000-0002-0843-9275
  • Fabio Luiz Carasek Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Pós-Graduação em Ciências ambientais, Chapecó, SC, Brasil
  • Sival Francisco de Oliveira Junior Universidade Federal da Fronteira Sul, Engenharia Sanitária e Ambiental, Chapecó, SC, Brasil
  • Manuela Gazzoni dos Passos Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó, Chapecó, SC, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG217751568

Palavras-chave:

Aquífero Guarani, Aquífero Serra Geral, Água subterrânea, Potabilidade

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da água subterrânea do Sistema Aquífero Integrado Guarani / Serra Geral (SAG / SASG) em uma região localizada no oeste do estado de Santa Catarina. Foram selecionados 105 poços de água, dos quais cinco explotam água do Aquífero Guarani e 100 do Aquífero Serra Geral. Uma amostra de cada poço foi submetida a analises microbiológicas (coliformes totais e Escherichia coli) e físico-químicas (oxigênio dissolvido, pH, turbidez, condutividade elétrica, alcalinidade, cloretos, flúor, sulfatos, potássio, sódio, cálcio, magnésio, ferro, manganês e nitrato). Para analisar a possível contaminação por hidrocarbonetos BTEX (benzeno, tolueno, etilbenzeno, xilenos) as águas de 25 poços no ambiente urbano foram analisadas em pontos estratégicos próximos ao possível ponto de riscos dos agentes contaminadores. Em 25 poços na área rural, a água foi coletada para análise da presença de glifosato. Em algumas amostras de águas subterrâneas foram encontrados coliformes totais e termotolerantes, turbidez, pH, ferro e manganês em desacordo com a Portaria 2914/2011 do Ministério da Saúde. Além disso, não houve contaminação por BTEX e glifosato detectadas em nenhum dos poços.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janete Facco, Universidade Federal de Santa Catarina- UFSC

Pós-Doutoranda em Geografia, no Projeto Rede Guarani/Serra Geral, na UFSC. Doutorado em Geografia pela UFSC (2014 - 2018). Mestrado em Ciências Ambientais (interdisciplinar) pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2011). especialização em Ciências Sociais: Geografia e História; Geografia e Gestão Ambiental Municipal e Regional; e Proeja; Graduação em Geografia pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2004); Participa do Projeto Chapecó 2030, através da Sociedade Amigos de Chapecó, entidade sem fins lucrativos e também do Grupo de Estudos Dirigidos no Laboratório de Análise Ambiental, sob coordenação do Professor Drº Luiz Fernando Scheibe-UFSC. Membro do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios Chapecó e Irani. Membro pesquisador da rede capacitação sobre recursos hídricos no Brasil - Cap-Net Brasil . Pesquisadora do Grupo de Pesquisa Análise Ambiental e Permacultura UFSC e Projeto Integrado Aquífero Guarani/Serra Geral, UFSC. Experiência nas áreas de Biogeografia e Meio Ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: recursos hídricos (águas subterrâneas), gestão integrada de recursos hídricos, conflitos ambientais, valoração ambiental, educação ambiental, problemas socioambientais, planejamento urbano e regional, saberes docentes e educação geográfica.

Downloads

Publicado

01-10-2020

Como Citar

FACCO, J.; LUIZ CARASEK, F.; FRANCISCO DE OLIVEIRA JUNIOR, S.; GAZZONI DOS PASSOS, M. GROUNDWATER QUALITY OF THE GUARANI (GAIS) AND SERRA GERAL (SGAIS) AQUIFER INTEGRATED SYSTEM IN WESTERN SANTA CATARINA, BRAZIL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 21, n. 77, p. 59–70, 2020. DOI: 10.14393/RCG217751568. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/51568. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos