ALTERAÇÕES NO CANAL PRINCIPAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO MICHAELA, PELOTAS-RS, DECORRENTES DE UM EVENTO PLUVIOMÉTRICO EXTREMO DO ANO DE 2009

Autores

  • Henrique Noguez da Cunha Universidade Federal de Pelotas - UFPel http://orcid.org/0000-0001-7306-7853
  • Adalberto Koiti Miura Embrapa Clima Temperado - CPACT
  • Jose Maria Filippini Alba Embrapa Clima Temperado - CPACT
  • Mauro Ricardo Roxo Nóbrega Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - Funceme
  • Adriano Luís Heck Simon Universidade Federal de Pelotas - UFPel

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196810

Resumo

Eventos extremos de precipitação podem ser responsáveis por reajustes nos elementos naturais de bacias hidrográficas devido à entrada e circulação de matéria e energia excessiva em curtos intervalos de tempo. Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de identificar a extensão das mudanças ocorridas no compartimento de fundo de vale atrelado à zona de vegetação ripária do canal principal da bacia hidrográfica do Arroio Michaela (Pelotas/RS), em função da significativa remoção, transporte e deposição de materiais resultantes do evento pluviométrico extremo ocorrido em janeiro de 2009. Foi elaborada uma classificação sobre o conjunto de imagens diferenças, dos cenários anterior e posterior ao evento, dos Índices de Vegetação, primeira componente principal e imagens-fração sobre imagens Landsat5TM. Os resultados foram superestimados quando utilizada apenas a imagem diferença dos índices de vegetação. A classificação das imagens diferenças dos índices de vegetação com a primeira componente principal e imagens-fração apresentou eliminação dessas incoerências. Os danos foram identificados pela remoção de materiais do terço superior declivoso, remoção e deposição no terço médio sinuoso e deposição no terço inferior plano. Este estudo revela a avaliação do comportamento da rede de drenagem em situações extremas como importante ferramenta de tomada de decisão para uso e ocupação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Noguez da Cunha, Universidade Federal de Pelotas - UFPel


Graduado em Geografia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), mestre em Sensoriamento Remoto na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), doutorando em Geografia na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atua na área de Geociências, com ênfase em Cartografia, Sistema de Informações Geográficas e Sensoriamento Remoto.

Downloads

Publicado

19-12-2018

Como Citar

CUNHA, H. N. da; MIURA, A. K.; FILIPPINI ALBA, J. M.; NÓBREGA, M. R. R.; SIMON, A. L. H. ALTERAÇÕES NO CANAL PRINCIPAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO ARROIO MICHAELA, PELOTAS-RS, DECORRENTES DE UM EVENTO PLUVIOMÉTRICO EXTREMO DO ANO DE 2009. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 19, n. 68, p. 143–156, 2018. DOI: 10.14393/RCG196810. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40376. Acesso em: 26 mar. 2023.

Edição

Seção

Artigos