AVALIAÇÃO DO PROJETO DE VALORIZAÇÃO DE NASCENTES URBANAS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO ONÇA: O IMPACTO NA PERCEPÇÃO SOCIAL DE DUAS NASCENTES

Autores

  • Natalia Duarte Cáceres Universidade Federal de Minas Gerais http://orcid.org/0000-0002-9297-208X
  • Brenner Maia-Rodrigues Universidade Federal de Minas Gerais
  • Letícia Augusta Faria de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Antônio Pereira Magalhães Jr. Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196703

Palavras-chave:

Nascentes urbanas. Restauração ambiental. Educação ambiental. Apropriação social.

Resumo

A efetividade das medidas de valorização e de restauração ambiental de qualquer bacia hidrográfica depende, principalmente, da boa receptividade por parte da população local e do impacto das medidas em termos de transformações do comportamento e sensibilização ambiental. O presente artigo apresenta os resultados de uma pesquisa qualitativa que avaliou a apropriação social das intervenções físicas e paisagísticas efetuadas em duas das nove nascentes compreendidas na segunda etapa do projeto "Valorização de nascentes urbanas na bacia do ribeirão do Onça", o qual foi formulado e desenvolvido pelo Subcomitê da bacia hidrográfica do Onça (Região Metropolitana de Belo Horizonte-MG) com recursos advindos da cobrança pelo uso da água. Quatro ferramentas metodológicas - a observação direta, as entrevistas semi-estruturadas, os questionários e as cartografias sociais - permitiram concluir que as medidas executadas conseguiram incrementar a visibilidade das nascentes, bem como promover uma percepção mais positiva sobre as áreas onde as mesmas encontram-se inseridas. No entanto, identificou-se que existe um vazio pedagógico no projeto, pois a valorização da área das nascentes por parte das comunidades não acarretou uma maior compreensão sobre a importância desses sistemas para a manutenção da qualidade ambiental das bacias hidrográficas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natalia Duarte Cáceres, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Brenner Maia-Rodrigues, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutorando em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Letícia Augusta Faria de Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Antônio Pereira Magalhães Jr., Universidade Federal de Minas Gerais

Professor da Universidade Federal de Minas Gerais,  Departamento de Geografia.

Downloads

Publicado

22-10-2018

Como Citar

DUARTE CÁCERES, N.; MAIA-RODRIGUES, B.; FARIA DE OLIVEIRA, L. A.; PEREIRA MAGALHÃES JR., A. AVALIAÇÃO DO PROJETO DE VALORIZAÇÃO DE NASCENTES URBANAS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIBEIRÃO DO ONÇA: O IMPACTO NA PERCEPÇÃO SOCIAL DE DUAS NASCENTES. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 19, n. 67, p. 38–53, 2018. DOI: 10.14393/RCG196703. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/40023. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos