PERCURSOS HISTÓRICOS E PAISAGENS CULTURAIS: O LEGADO DOS IMIGRANTES EM SANTA CATARINA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.14393/Hygeia196709

Palavras-chave:

Paisagem cultural. Santa Catarina. Migrações. Ambiente. Cultura.

Resumo

O conceito de paisagem cultural foi recentemente inserido no Brasil, a partir da chancela do IPHAN em 2009. A ampliação do olhar frente à preservação patrimonial - do objeto arquitetônico ao espaço urbano ou regional - faz-se acompanhar da preocupação em assimilar os aspectos culturais ao ambiente. Compreendendo paisagem como natureza transformada pela ação humana, aproxima, pela primeira vez, preservação ambiental e cultural. A proteção conjunta de paisagens e práticas sociais pode contribuir, também, para estimular a preservação de comunidades que são frágeis economicamente, mas ricas em termos culturais. Esse ensaio pretende contribuir para esse debate a partir da realidade catarinense, constituída, historicamente, por sucessivas frentes migratórias europeias que, a partir do domínio das técnicas, moldaram o ambiente, e legaram um rico repertório de paisagens culturais complexas e variadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Margareth de Castro Afeche Pimenta, Universidade Federal de Santa Catarina

Coordenadora do Núcleo Cidadhis_Ufsc_CNPq. Professora aposentada do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina. Professora da Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Catarina. Arquiteta e Urbanista FAU-USP. Mestre COPPE-UFRJ. Doutorado na Universidade de Paris IV-Sorbonne.

Downloads

Publicado

22-10-2018

Como Citar

de Castro Afeche Pimenta, M. (2018). PERCURSOS HISTÓRICOS E PAISAGENS CULTURAIS: O LEGADO DOS IMIGRANTES EM SANTA CATARINA. Caminhos De Geografia, 19(67), 126–142. https://doi.org/10.14393/Hygeia196709

Edição

Seção

Artigos