ENTRE O MATERIAL E O SIMBÓLICO: DISCURSOS DE IDENTIDADE EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO - BA

Autores

  • Roney Gusmão Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196610

Palavras-chave:

Cidade, Identidade, Cultura, Santo Amaro da Purificação.

Resumo

Resumo: O presente artigo foi estruturado a partir de pesquisas que temos desenvolvido sobre a cidade de Santo Amaro da Purificação (Bahia), sobretudo no que tange à negociação de significados reproduzidos nos discursos de identidade. Para desenvolvimento desta análise, debruçamos sobre um marco teórico que, articulado ao método dialético, possibilitou vislumbrar as relações conflitivas que aportam na materialidade do espaço e, ao mesmo tempo, compõem ideologias circundantes no campo simbólico. Portanto, foi no campo empírico que constatamos a forte imbricação entre os discursos e a combinação ampla de variáveis implícitas nas formas de existência num espaço urbano repleto de ambiguidades. Nesta pesquisa, recorremos a entrevistas semiestruturadas cuja função consistiu em perceber a forma como os sujeitos interpretam o espaço urbano e o traduzem em narrativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roney Gusmão, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Doutor em Memória: Linguagem e Sociedade pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB.

Downloads

Publicado

18-07-2018

Como Citar

GUSMÃO, R. ENTRE O MATERIAL E O SIMBÓLICO: DISCURSOS DE IDENTIDADE EM SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO - BA. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 19, n. 66, p. 146–156, 2018. DOI: 10.14393/RCG196610. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/39048. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos