O DESAFIO DO NOVO MUNDO À GEOPOLÍTICA CLÁSSICA

Autores

  • Leonardo Luiz Silveira da Silva Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Norte de Minas

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG196519

Palavras-chave:

Geopolítica, Realismo Político, Jogos em Múltiplas Arenas, interdisciplinaridade.

Resumo

A Geopolítica Clássica, que remonta ao final do século XIX, foi fortemente marcada pelo Realismo Político. Nomes como Mahan, Ratzel e Mackinder produziram modelos analíticos que utilizaram premissas realistas, que estavam, no momento em que edificaram seus trabalhos, condizentes com a realidade das relações internacionais. Com as mudanças apresentadas pelo período pós Segunda Guerra Mundial, outros atores relevantes da arena política global ganharam corpo, fazendo com que a interpretação geopolítica, exclusivamente centrada nas premissas realistas, se tornassem inadequadas. O artigo em questão recomenda a consideração do modelo analítico dos jogos em múltiplas arenas que por sua vez exige a abordagem interdisciplinar. Esta recomendação parte do pressuposto que a abordagem conjunta da Geografia, das Relações Internacionais e das Ciências Políticas dão maior consistência a análise geopolítica, melhor realizada hoje não somente em um plano de análise, mas justamente em planos articulados, análogos a expressão "jogos em múltiplas arenas".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Luiz Silveira da Silva, Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Norte de Minas

Graduado em Geografia, especialista em sociologia, mestre em Relações Internacionais e Doutor em Geografia

Downloads

Publicado

18-05-2018

Como Citar

Silva, L. L. S. da. (2018). O DESAFIO DO NOVO MUNDO À GEOPOLÍTICA CLÁSSICA. Caminhos De Geografia, 19(65), 257–268. https://doi.org/10.14393/RCG196519

Edição

Seção

Artigos