A INSURGÊNCIA DO LUGAR EM TEMPOS DE GLOBALIZAÇÃO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA CULTURA HIP-HOP

Autores

  • Célio José dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG165426041

Palavras-chave:

Globalização, Hip-hop, Insurgência, Lugar

Resumo

O referido artigo objetivou analisar a insurgência do lugar diante do processo de globalização, e como os lugares subvertem, insurgem e contrariam a ordem global. Para isso foi necessário fazer um breve debate sobre o conceito de lugar no intuito de embasar a nossa análise sobre a cultura hip-hop, para em seguida discutirmos sobre a sua origem e sua apropriação pela juventude brasileira em suas múltiplas escalas, enfatizando a apropriação no contexto da cidade de Salvador, BA. É preciso salientar que o próprio hip-hop é fruto da globalização e nos serve como exemplo para entendermos seu caráter contraditório, fato que pode ser constatado ao observarmos o movimento hip-hop soteropolitano, que ao introduzir novos elementos técnicos e culturais ao hip-hop os jovens hiphoppers acabam insurgindo a ordem global, mostrando a força do lugar no atual contexto da globalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

21-07-2015

Como Citar

DOS SANTOS, C. J. A INSURGÊNCIA DO LUGAR EM TEMPOS DE GLOBALIZAÇÃO: UMA ANÁLISE A PARTIR DA CULTURA HIP-HOP. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 16, n. 54, p. 161–175, 2015. DOI: 10.14393/RCG165426041. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/26041. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos