MIGRAÇÃO NA FRONTEIRA: UM ENCONTRO DE TRAJETÓRIAS SOCIAIS EM MARABÁ - PARÁ

Autores

  • Mateus Monteiro Lobato UNESP-PP
  • Marília Ferreira Emmi Professora do NAEA/UFPa

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG155124419

Palavras-chave:

migração, fronteira, trajetórias sociais, commodities.

Resumo

O sul e sudeste do Pará são as regiões com os maiores incrementos demográficos da Amazônia. Essa dinâmica demográfica intensa é alavancada por migrações intra e inter-regionais. Essas migrações são induzidas por relações socioespaciais voltadas para o fornecimento de produtos agroflorestais, que juntas ajudaram a forjar um mosaico espacial composto de diferentes trajetórias sociais. Logo, o objetivo desse trabalho é mostrar que esses encontros de trajetórias diferentes em Marabá, uma das cidades com os maiores incrementos demográficas, cria na cidade uma dinâmica socioespacial complexa. Para buscar essas respostas procuramos relacionar informações secundárias de diversas fontes oficiais e pesquisa de campo com observações e entrevistas. Esse cruzamento de fontes permitiu mostrar que o cenário em Marabá induz os fluxos migratórios que trazem essas trajetórias diferenciadas, os quais criam uma dinâmica socioespacial complexa e diferenciada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Monteiro Lobato, UNESP-PP

Geógrafo de formação, mestre em Planejamento do Desenvolvimento e doutorando em geografia pela Unesp de Presidente Prudente

Downloads

Publicado

24-09-2014

Como Citar

LOBATO, M. M.; EMMI, M. F. MIGRAÇÃO NA FRONTEIRA: UM ENCONTRO DE TRAJETÓRIAS SOCIAIS EM MARABÁ - PARÁ. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 15, n. 51, p. 20–36 , 2014. DOI: 10.14393/RCG155124419. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/24419. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos