UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA PARA O PLANEJAMENTO E QUALIDADE DE VIDA URBANA EM TEÓFILO OTONI (MG)

Autores

  • Denise Espíndola Moraes UFVJM
  • Silvia Swain Canôas UFVJM
  • Rosana Passos Cambraia UFVJM

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG154923812

Palavras-chave:

Indicadores, Planejamento urbano, Qualidade de vida

Resumo

O objetivo do presente artigo é verificar a distribuição espacial da qualidade de vida intraurbana da cidade de Teófilo Otoni, utilizando a técnica do geoprocessamento e índices sintéticos, para compreender o estado de saúde da população. Assim, para alcançar os objetivos foi necessário operacionalizar o conceito de qualidade de vida urbana, calcular índices de qualidade de vida para a dimensão ambiental, social, educacional e de saúde, para calcular um indice final de qualidade de vida urbana. Para verificar a distrbuição urbana do índice final utilizaram-se técnicas de geoprocessamento com auxílio do programa ArcGis 9.3 com mapas bases disponíveis pelo Insituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dentre os resultados obtidos com a pesquisa, foi possível perceber que a cidade em estudo ainda não passou por uma reestruturação urbana que alterasse o modelo centro-periferia.Na saúde, verificou-se altas taxas de mortalidade infantil e a necessidade de dados mais confiáveis em escalas maiores. Os resultados permitiram também, conhecer a fragmentação do território da cidade de Teófilo Otoni e quais são os locais que mais necessitam de maiores intervenções políticas. Assim, percebe-se a importância da utilização desses estudos para o entendimento de uma realidade local que permitem aos gestores tomadas de decisão mais pontuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-03-2014

Como Citar

MORAES, D. E.; CANÔAS, S. S.; CAMBRAIA, R. P. UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA PARA O PLANEJAMENTO E QUALIDADE DE VIDA URBANA EM TEÓFILO OTONI (MG). Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 15, n. 49, p. 113–125, 2014. DOI: 10.14393/RCG154923812. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/23812. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos