ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENT͍FICA EM GEOGRAFIA MÉDICA E DA SAÚDE: ALGUMAS REFLEXÕES

Autores

  • Romero Albuquerque Maranhão Marinha do Brasil

Palavras-chave:

Revista Hygeia. Geografia da Saúde. Dengue.

Resumo

A produção científica é um recurso indispensável para promover o desenvolvimento da ciência. Este artigo tem como objetivo refletir sobre a produção científica da Geografia Médica e da Saúde, para isso discute a produção de artigos científicos. Realizou-se busca na base de dados da Revista Hygeia e como método de análise o tratamento bibliométrico. As regiões sudeste, centro-oeste e sul são aquelas que mais produzem artigos científicos, destacando-se a Universidade Estadual de São Paulo e a Universidade Federal de Uberlândia. As principais doenças e enfermidades identificadas são a dengue, as doenças respiratórias, doença de Chagas, leptospirose, hanseníase e malária. Conclui-se que os indicadores bibliométricos são eficientes quando os dados são detalhadamente trabalhados e eficazes quando cautelosamente analisados, esse conjunto permite um diagnóstico do real, portanto, dos temas e enfermidades emergentes no estudo da Geografia Médica e da Saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Romero Albuquerque Maranhão, Marinha do Brasil

Biológo, com Mestrado em Geografia pela UFPA e Doutorando em Administração pela UNINOVE

Downloads

Publicado

28-03-2014

Como Citar

Maranhão, R. A. (2014). ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENT͍FICA EM GEOGRAFIA MÉDICA E DA SAÚDE: ALGUMAS REFLEXÕES. Caminhos De Geografia, 15(49). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/22635

Edição

Seção

Artigos