ASPECTOS DO MEIO FÍSICO E EVOLUÇÃO DO USO DA TERRA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO JOÃO DE TIBA, EXTREMO SUL DA BAHIA

Autores

  • Thiara Messias de Almeida Universidade Federal do Ceará
  • Vládia Pinto Vidal de Oliveira Universidade Federal do Ceará
  • Amom Chrystian de Oliveira Teixeira Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144721672

Palavras-chave:

planejamento ambiental, dinâmica espacial, geoprocessamento

Resumo

Este trabalho buscou apresentar o quadro físico-ambiental e a dinâmica de uso da terra dos últimos 20 anos da Bacia Hidrográfica do Rio São João de Tiba, Extremo Sul da Bahia. Para isso, realizou-se o processo de delimitação automática da bacia em questão, utilizando uma imagem SRTM (SE-24-V-B) disponibilizada pela EMBRAPA. No levantamento do meio físico, utilizou-se dados de natureza secundária georreferenciados no formato shapefile disponibilizados gratuitamente pelo IBAMA. Para o mapeamento de uso da terra, procedeu-se o uso de técnicas de sensoriamento remoto, o qual permitiu a confecção de mapas para os anos de 1984, 1996 e 2006. A análise integrada do meio físico permite inferir que a área da bacia é caracterizada pelo relevo plano dos Tabuleiros Costeiros da Formação Barreiras, recoberto originalmente por uma mata úmida que foi paulatinamente substituída. O uso da terra com pastagens concentra a maior parte das terras agricultáveis na bacia e a silvicultura é o uso agrícola que apresentou maior crescimento no período (93%), enquanto isso, as áreas com remanescentes florestais foram reduzidas em 57%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-09-2013

Como Citar

ALMEIDA, T. M. de; DE OLIVEIRA, V. P. V.; TEIXEIRA, A. C. de O. ASPECTOS DO MEIO FÍSICO E EVOLUÇÃO DO USO DA TERRA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO JOÃO DE TIBA, EXTREMO SUL DA BAHIA. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 14, n. 47, p. 122–138, 2013. DOI: 10.14393/RCG144721672. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/21672. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos