CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA DO RIO UBERABA E DETERMINAÇÃO DO USO POTENCIAL DO SOLO, UBERABA-MG

Autores

  • Renato Farias do Valle Junior Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM)- Campus Uberaba (Laboratório de Geoprocessamento)
  • João Antônio Galbiatti Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal
  • Teresa Cristina Tarlé Pissarra Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal
  • Marcílio Vieira Martins Filho Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal

Palavras-chave:

Uso do solo. Padrões morfométricos. Drenagem.

Resumo

A crescente expansão das atividades agropecuárias, sem considerar as potencialidades e limitações quando ao uso das terras, constitui fonte potencial de degradação do meio ambiente. Este trabalho objetivou avaliar padrões morfométricos de microbacias hidrográficas de 1a a 6a ordem de magnitude, como indicadores na diferenciação das principais classes de solos para a bacia hidrográfica do rio Uberaba e região, detectando-se o uso potencial do solo, segundo a metodologia do coeficiente de rugosidade (RN). Utilizou-se de técnicas de geoprocessamento, sendo a integração de informações realizada no Sistema de Informações Geográficas IDRISI, aliada ao uso cartas digitais e analógicas do IBGE, escala 1:100.000 e de imagens de satélite do "CBERS 2", onde foram traçadas as redes de drenagem e delimitadas respectivamente as microbacias. Na avaliação da classificação do uso potencial do solo, constatou-se que 47,12% das microbacias apresentam-se apropriadas para a prática agrícola, enquanto 36,37% para pecuária, 11,86% indicado para pecuária/reflorestamento e 1,40% para reflorestamento. Os parâmetros morfométricos, índice de circularidade (IC) e coeficiente de compacidade (kc), declividade média , coeficiente RN e densidade de drenagem (Dd), mostraram-se relevantes como indicadores na diferenciação de classes entre Argissolos e Latossolos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Farias do Valle Junior, Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM)- Campus Uberaba (Laboratório de Geoprocessamento)

Professor Dr. Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM)- Campus Uberaba

João Antônio Galbiatti, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal

Professor Dr. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal (Departamento de Engenharia)

Teresa Cristina Tarlé Pissarra, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal

Professora Dra. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal (Departamento de Engenharia)

Marcílio Vieira Martins Filho, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal

Professor Dr. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)-Campus Jaboticabal (Departamento de Solos e Adubos)

Downloads

Publicado

19-11-2012

Como Citar

Valle Junior, R. F. do, Galbiatti, J. A., Pissarra, T. C. T., & Martins Filho, M. V. (2012). CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA DA BACIA DO RIO UBERABA E DETERMINAÇÃO DO USO POTENCIAL DO SOLO, UBERABA-MG. Caminhos De Geografia, 13(44). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/17568

Edição

Seção

Artigos