ANÁLISE FISIOGRÁFICA DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO DA VÉSTIA, SELVÍRIA - MS, BRASIL

Autores

  • Fabricio Lopes de Macedo Unesp
  • Hélio Ricardo Silva Unesp
  • Ricardo Antonio Ferreira Rodrigues Unesp

Palavras-chave:

Enchentes, drenagem, geoprocessamento

Resumo

As atividades antrópicas sem planejamento adequado produzem uma série de riscos e impactos para os componentes ambientais. Desta forma, o processo de caracterização fisiográfica atua como ferramenta essencial no processo de determinação dos parâmetros físicos, podendo ainda auxiliar na avaliação ambiental das bacias hidrográficas. O objetivo do presente trabalho foi determinar os parâmetros fisiográficos na Microbacia do Córrego da Véstia, com o intuito de fornecer subsídios para o planejamento e gestão dos recursos hídricos desta microbacia, proporcionando com isso uma utilização mais sustentável dos mesmos. Os resultados obtidos demonstram que a Microbacia do Córrego da Véstia, pode ser classificada como "parcialmente sujeita a enchentes" segundo os valores obtidos para os parâmetros Kc, Kf e Ic. Para a Densidade de Drenagem conclui-se que a mesma esta pouco propensa a ação dos processos erosivos naturais. Com relação às ramificações, a microbacia foi classificada com 2ª ordem, apresentando um sistema de drenagem pouco ramificado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

08-07-2013

Como Citar

Macedo, F. L. de, Silva, H. R., & Rodrigues, R. A. F. (2013). ANÁLISE FISIOGRÁFICA DA MICROBACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO DA VÉSTIA, SELVÍRIA - MS, BRASIL. Caminhos De Geografia, 14(46). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16820

Edição

Seção

Artigos