MARGENS ESCRITAS: A VIDA E O TRABALHO DOS REMEIROS DO SÃO FRANCISCO

Autores

  • Joycelaine Aparecida Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG144816751

Palavras-chave:

Rio São Francisco, Remeiro, Barca, Trabalho, Memória

Resumo

Este texto consiste em um exercício de escrita, na perspectiva de uma geografia que busca nos olhares da história substrato para compô-la. Procurei buscar na história subsidio para descrever as relações sociais de trabalho dos "homens de barca", os antigos remeiros do Rio São Francisco. Embarcações que no passado transportavam mercadorias de Pirapora, no norte de Minas, a Juazeiro, Bahia. O texto busca desvelar a importância dessa categoria de trabalhadores para a formação da sociedade barranqueira. Para escrevê-lo, recorri às lembranças do Sr João de Félix, homem de 94 anos e antigo remeiro. Recorri também aos relatos de viajantes estrangeiros, missionários e autores científicos e literários que descreveram o contexto histórico, social e cultural do povo das beiras do São Francisco.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-12-2013

Como Citar

OLIVEIRA, J. A. MARGENS ESCRITAS: A VIDA E O TRABALHO DOS REMEIROS DO SÃO FRANCISCO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 14, n. 48, p. 76–90, 2013. DOI: 10.14393/RCG144816751. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16751. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos