A FORMAÇÃO SOCIOESPACIAL COMO ORIENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA NO ESTUDO DA REDE URBANA REGIONAL

Autores

  • Sandra Cristina Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG123716185

Palavras-chave:

Formação socioespacial, cidade, rede urbana, região

Resumo

Propomos neste artigo, discutir o emprego da Formação Socioespacial (FSE), enquanto método para estudos sobre rede urbana regional. A proposta teórica e metodológica apresentada por Milton Santos em meados da década de 1970, derivou-se da teoria da Formação Econômica e Social - (FES), apoiada nos fundamentos da economia política e do materialismo dialético de Marx. A discussão toma nova dimensão, principalmente, nas relações socioespaciais a partir da abordagem realizada por Milton Santos e por alguns outros autores. Pretendemos trazer a discussão e a abordagem para a escala regional, no âmbito da rede urbana, afim de apreender a gênese, a dinâmica e o funcionamento da rede urbana regional, considerando o movimento sociedade-espaço, como unidade fundamental da totalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-03-2011

Como Citar

FERREIRA, S. C. A FORMAÇÃO SOCIOESPACIAL COMO ORIENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA NO ESTUDO DA REDE URBANA REGIONAL. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 12, n. 37, p. 1–7, 2011. DOI: 10.14393/RCG123716185. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16185. Acesso em: 24 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos