DETECÇÃO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS NO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DOS VEADEIROS E ÁREA DE ENTORNO

Autores

  • Tatiana Diniz Prudente Mestranda PPGEO/UFU
  • Roberto Rosa Professor Doutor do Instituto de Geografia e PPGEO/UFU

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG113516162

Palavras-chave:

geotecnologias, cerrado, incêndio.

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo utilizar geotecnologias na detecção de incêndios florestais no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (PNCV) e área de entorno no ano de 2007. Foi realizado o mapeamento de uso da terra e cobertura vegetal e identificadas as áreas queimadas por incêndios florestais no período de junho a setembro de 2007 no PNCV e área de entorno. A área é ocupada pelas categorias Fa - Floresta Estacional Semidecidual Aluvial (6,90%), Sa - Savana Arborizada (5,11%), Sp - Savana Parque (64,60%), Sg - Savana Gramíneo-Lenhosa (16,49%), Ap - Pastagem Cultivada (6,70%) e Iu - Influência Urbana (0,20%). Os resultados obtidos mostraram que no período analisado ocorreram incêndios em 72,81% do PNCV e em 38,10% de sua área de entorno, sendo setembro o mês de maior ocorrência de fogo. A maior parte da área queimada ocorreu na categoria Sp – Savana Parque, da qual foi queimada 75,78% de sua área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

15-09-2010

Como Citar

PRUDENTE, T. D.; ROSA, R. DETECÇÃO DE INCÊNDIOS FLORESTAIS NO PARQUE NACIONAL DA CHAPADA DOS VEADEIROS E ÁREA DE ENTORNO. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 11, n. 35, p. 209–221, 2010. DOI: 10.14393/RCG113516162. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16162. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos