GEOMORFOLOGIA E TURISMO NO MUNICÍPIO DE PIRENÓPOLIS (GO)

Autores

  • Rangel Gomes Godinho Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IESA/UFG
  • Carlos Antônio Melo Cristóvão Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IESA/UFG
  • Ana Paula Simon Graduanda em Geografia pelo IESA/UFG
  • Mariana de Lima Orsi Graduada em Geografia pelo IESA/UFG
  • Ivanilton José de Oliveira Professor Doutor do Instituto de Estudos Socioambientais

Palavras-chave:

geoturismo, análise de paisagem, geomorfologia, Pirenópolis-GO

Resumo

O município de Pirenópolis (GO), rico em atrativos turísticos, recebe destaque pela exuberância e singularidade das paisagens naturais, as quais estão diretamente relacionadas aos aspectos geomorfológicos, uma vez que estes são a base constituinte da paisagem, condicionam a cobertura vegetal e varias atividades humanas. Cachoeiras, corredeiras e mirantes presentes no município apresentam sua gênese associada à geomorfologia. Com o intuito de valorizar e conservar os elementos relacionados ao meio físico, aspectos geomorfológicos e geológicos, surge o geoturismo, segmento do ecoturismo que visa favorecer o desenvolvimento geoturístico fundado na análise e interpretação das paisagens com um caráter formativo à prática turística. Nesse sentido, o presente artigo discute os estudos relacionando turismo e geomorfologia, sua importância para o ordenamento do uso (geo)turístico das paisagens naturais de Pirenópolis e consequente desenvolvimento do turismo no município, a fim de potencializar benefícios e minimizar impactos ambientais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

06-04-2011

Como Citar

Godinho, R. G., Cristóvão, C. A. M., Simon, A. P., Orsi, M. de L., & Oliveira, I. J. de. (2011). GEOMORFOLOGIA E TURISMO NO MUNICÍPIO DE PIRENÓPOLIS (GO). Caminhos De Geografia, 12(37). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16160

Edição

Seção

Artigos