Estresse salino em plantas da espécie florestal sabiá / PLANTS OF SABIA CULTIVATION AT DIFFERENT LEVELS OF WATER SALINITY

Autores

  • Maria Betania Rodrigues da Silva
  • Ricardo Almeida Viégas Professor Doutor do Departamento de Engenharia Florestal da UFCG
  • José Dantas Neto Professor Doutor do Departamento de Engenharia Florestal da UFCG
  • Soahd Arruda Rached Farias Doutora em Engenharia Agrícola

Resumo

Este trabalho foi conduzido em condições de casa-de-vegetação, com o objetivo de avaliar o crescimento de plantas jovens de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth) cultivadas em diferentes níveis de salinidade da água de irrigação (1, 2, 3, 4, 5 e 6 dS.m-1). O solo, após seco, destorroado, peneirado e homogeneizado, foi colocado em vasos com altura de 34 cm, e diâmetro de 29 cm. Aos 120 de aplicação dos tratamentos, foram avaliados os efeitos da salinidade da água no comportamento das plantas, com avaliações da altura da parte aérea, diâmetro do coleto, massa seca da parte aérea e das raízes. O experimento envolveu 6 (seis) níveis de salinidade da água, com três repetições. Todavia a salinidade afetou de forma diferenciada cada variável estudada (altura, diâmetro do coleto, massa seca da parte aérea e das raízes) sugerindo que os efeitos deletérios da salinidade, não foram igualmente distribuídos. Considerando como critério de avaliação de tolerância à salinidade a produção de massa seca, concluiu-se que as plantas jovens de sabiá nas condições estudadas, apresentaram sensibilidade aos efeitos da salinidade. Palavras-chave: altura de plantas, salinidade, crescimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Betania Rodrigues da Silva

ENGENHEIRA FLORESTAL, MESTRE EM ENGENHARIA AGRICOLA E DOUTORANDA EM ENG. AGRICOLA

Downloads

Publicado

04-09-2009

Como Citar

Silva, M. B. R. da, Viégas, R. A., Neto, J. D., & Farias, S. A. R. (2009). Estresse salino em plantas da espécie florestal sabiá / PLANTS OF SABIA CULTIVATION AT DIFFERENT LEVELS OF WATER SALINITY. Caminhos De Geografia, 10(30). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/16009

Edição

Seção

Artigos