GEOGRAFIA E LITERATURA DE CORDEL: TRILHANDO PRÁTICAS E POSSIBILIDADES EM SALA DE AULA

Autores

  • Antonio Heleonarde Dantas de Medeiros Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • Virgínia Célia Cavalcante de Holanda Universidade Estadual do Vale do Aracaú

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG92815911

Palavras-chave:

Literatura de Cordel, Geografia, Região, Nordeste

Resumo

Geografia e Literatura de Cordel: trilhando práticas e possibilidades em sala de aula é uma proposta de trabalho que resultou de uma pesquisa realizada durante a formação acadêmica em Geografia, mas germinada ainda na infância. A pesquisa envereda pelos folhetos, que retratam e edificam a historicidade de nossa região, lida, discutida, sentida, compreendida e revelada num universo simples, criativo e sem véu. Mergulhar nesse universo cordelista, é interpretar as formas de falar as lágrimas de um povo, povo do qual fazemos parte. Apesar da Literatura de Cordel nos últimos anos, ser um tema bastante estudado e discutido no meio acadêmico, com teses defendidas em diferentes áreas, pouco aparece nos trabalhos de Geografia. Não sabemos por qual motivo, apenas procuramos estabelecer um elo entre o cordel e a prática pedagógica em geografia, e os dois nos apontam que esse relacionamento profícuo. Para a construção desse artigo, nos detemos as questões que fomentam a compreensão da origem da literatura de cordel e seu conceito, em seguida identificamos os elos entre diferentes cordéis e o trabalho em sala de aula; seus encantos, suas abordagens, suas múltiplas possibilidades de gerar a utilização de outros recursos, etc. PALAVRAS CHAVES: Literatura de Cordel, Geografia, Região, Nordeste

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

05-01-2009

Como Citar

MEDEIROS, A. H. D. de; HOLANDA, V. C. C. de. GEOGRAFIA E LITERATURA DE CORDEL: TRILHANDO PRÁTICAS E POSSIBILIDADES EM SALA DE AULA. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 9, n. 28, p. 134–145, 2009. DOI: 10.14393/RCG92815911. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15911. Acesso em: 21 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos