O MOVIMENTO COOPERATIVISTA NO BRASIL: UMA REFLEXÃO SOBRE FORMAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PERSPECTIVAS

Autores

  • Murilo Mendonça Oliveira Souza Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG103015841

Palavras-chave:

cooperativismo, organização social, produção familiar,

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compreender o processo de formação e desenvolvimento do movimento cooperativista, em especial, do cooperativismo agropecuário no Brasil. Busca-se analisar, ainda, a função do cooperativismo no processo de acumulação capitalista no campo e a conseqüente diferenciação dos produtores cooperados. Para isso, foram delimitados quatro cortes temporais, a saber: surgimento e consolidação do cooperativismo no Brasil (1889-1930), desenvolvimento e consolidação do cooperativismo agropecuário (1930-1964), cooperativismo agropecuário empresarial no Brasil (1970-1980) e abertura e integração cooperativista (1988- atual). A partir dessa periodização e da realidade do cooperativismo agropecuário na mesorregião do Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba, foram traçadas as reflexões e análises aqui apresentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Mendonça Oliveira Souza, Universidade Federal de Uberlândia

Doutorando em geografia pelo Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Uberlândia, o autor trabalha com os movimentos sociais a 10 anos.

Downloads

Publicado

04-06-2009

Como Citar

SOUZA, M. M. O. O MOVIMENTO COOPERATIVISTA NO BRASIL: UMA REFLEXÃO SOBRE FORMAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PERSPECTIVAS. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 10, n. 30, p. 65–78, 2009. DOI: 10.14393/RCG103015841. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15841. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos