ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NA BACIA DA LAGOA DO PERI, FLORIANÓPOLIS (SC)

Autores

  • Francielle da Silva Cardozo Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Gabriel Pereira Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
  • Aisur Ignacio Agudo-Padrón Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Cristiano do Nascimento Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Andreza Abdalla Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG92715750

Palavras-chave:

Recursos hídricos, Gerenciamento ambiental., Lagoa do Peri, Ilha de Santa Catarina

Resumo

A sociedade brasileira passa por uma constante expansão demográfica, implicando, entre outros fatores, na intensa degradação ambiental na qual se vive atualmente. O desflorestamento, a pecuária, a criação de campos para a agricultura, assim como, as ocupações irregulares em encostas e áreas de preservação permanentes implicam em grandes modificações do meio-ambiente. O presente estudo procurou reunir e integrar o conhecimento geral disponível sobre a bacia hidrográfica da Lagoa do Peri, o maior reservatório natural de água doce existente no município de Florianópolis - Santa Catarina, localizado no perímetro da Unidade de Conservação de mesmo nome, na costa Leste-Sul da Ilha de Santa Catarina. Pretende-se, desta forma, enfatizar o gerenciamento dos recursos hídricos e análise do uso e ocupação da terra, incluindo informações sobre a legislação e justificativas que levaram a criação da sua categoria como área protegida e a evolução urbana que acontece na região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francielle da Silva Cardozo, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Possui graduação em Geografia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2005). Possui curso técnico em Meio ambiente pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa catarina (2004). Atualmente é mestranda em geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Hidrogeografia, atuando principalmente nos seguintes temas: geoprocessamento, diagnóstico ambiental, uso e ocupação do solo, evolução urbana, áreas de risco e desastres naturais.

Gabriel Pereira, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Possui graduação em Geografia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2004) e técnico em Meteorologia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Santa Catarina - CEFET/SC (2005). Atualmente está cursando o curso de mestrado do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Aisur Ignacio Agudo-Padrón, Universidade do Estado de Santa Catarina

Possui graduação em Geografia Bacharelado pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC (2006). Analista pesquisador e Consultor Ambiental multidisciplinar, tem experiência nas áreas de Geografia Física e História Natural, com ênfase em Hidrogeografia, Biogeografia e Malacologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Levantamento técnico, Georreferenciamento e Mapeamento cartográfico; Diagnóstico e Perícia ambiental; Biodiversidade regional e Malacologia aplicada; Ecologia e Conservação do Meio ambiente; Análise de Bacias hidrográficas e Ecossistemas marinho/costeiros, límnicos/de água doce e terrestres; Monitoria didática e Ecoturismo; Educação ambiental e Divulgação científica. CV Lattes: < http://lattes.cnpq.br/3951358740536805 >

Downloads

Publicado

22-09-2008

Como Citar

CARDOZO, F. da S.; PEREIRA, G.; AGUDO-PADRÓN, A. I.; DO NASCIMENTO, C.; ABDALLA, A. ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DA TERRA NA BACIA DA LAGOA DO PERI, FLORIANÓPOLIS (SC). Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 9, n. 27, p. 201–213, 2008. DOI: 10.14393/RCG92715750. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15750. Acesso em: 9 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos