ESTUDO DO MERCADO DE TRABALHO EM ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL): TERRITÓRIO E PRODUÇÃO CERÂMICA EM SANTA GERTRUDES (SP)

Autores

  • Lucas Labigalini Fuini UNESP-RIO CLARO

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG92615596

Palavras-chave:

Mercado de trabalho local, território e Arranjo produtivo local

Resumo

No presente artigo, sob a perspectiva de que toda aglomeração produtiva está associada a um respectivo mercado de trabalho local, são analisadas as principais características do mercado de trabalho inerente à territorialidade da indústria de revestimentos cerâmicos da região de Santa Gertrudes/SP. No contexto de profundas modificações na atividade industrial e no mundo do trabalho que conduzem a novos formatos espaciais das relações econômicas, são discutidos no texto a pertinência da noção de mercado de trabalho local a luz da atual ênfase dada aos aglomerados territoriais de pequenas e médias empresas - chamados de APLs (Arranjos Produtivos Locais)- a partir de seu potencial gerador de competitividade e desenvolvimento territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Labigalini Fuini, UNESP-RIO CLARO

Licenciado e Bacharel em Geografia pela Unesp-Rio Claro. Mestre em Geografia Econômica-regional pelo Programa de Pós-graduação em Geografia da Unesp-Rio Claro, recebendo bolsa FAPESP. Atualmente é professor das Faculdades ASMEC em Ouro Fino-MG, Professor bolsista da Unesp-Rio Claro e estudante de Doutorado no Programa de Pós-graduação da Unesp-Rio Claro (

Downloads

Publicado

04-06-2008

Como Citar

FUINI, L. L. ESTUDO DO MERCADO DE TRABALHO EM ARRANJO PRODUTIVO LOCAL (APL): TERRITÓRIO E PRODUÇÃO CERÂMICA EM SANTA GERTRUDES (SP). Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 9, n. 26, p. 27–37, 2008. DOI: 10.14393/RCG92615596. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15596. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos