A EVOLUÇÃO DA MOBILIDADE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ANÁLISE AGREGADA E DESAGREGADA - 1987 a 1997

Autores

  • Carlos Eduardo de Paiva Cardoso CET/SP

DOI:

https://doi.org/10.14393/RCG61615454

Palavras-chave:

mobilidade, São Paulo, transporte, socioeconômicos, modos de transporte, análise espacial

Resumo

A simples qualificação do transporte urbano não melhora a mobilidade de populações, principalmente carentes, pois fatores socioeconômicos tendem a ser preponderantes à disponibilidade de transporte. Este trabalho tem a pretensão de analisar a evolução da mobilidade, relacionada a fatores socioeconômicos, no município de São Paulo, entre 1987 e 1997, de modo agregado (todo município) e desagregado (zonas da pesquisa origem destino). De modo agregado, para todo município, observou-se uma diminuição da mobilidade por classe de renda e grau de instrução excetuando-se a mobilidade individual (auto) das classes D e E o que indicaria uma transferência entre modos de transporte. Na análise desagregada, através de técnicas de análise espacial, foi possível identificar a formação de um novo pólo de pobreza a noroeste do município em 1997 assim como através da observação de "outliersâ€? (áreas fora do padrão da região) a identificação, já em 1987, de área com possibilidade de alteração no padrão de mobilidade individual, o que se confirmou em 1997. Relativo ao enfoque transporte e trânsito tornou-se mais claro que mesmo com uma variação negativa da mobilidade do município (total nos 10 anos igual a -10%) o trânsito da cidade piorou principalmente devido ao aumento da mobilidade, em mais de 50%, nos municípios da Região Metropolitana (excluindo-se São Paulo) e o crescimento populacional da maioria destes municípios em mais do que o dobro do crescimento da população do município de São Paulo (8% em 10 anos).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

28-10-2005

Como Citar

CARDOSO, C. E. de P. A EVOLUÇÃO DA MOBILIDADE NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ANÁLISE AGREGADA E DESAGREGADA - 1987 a 1997. Caminhos de Geografia, Uberlândia, MG, v. 6, n. 16, p. 125–144, 2005. DOI: 10.14393/RCG61615454. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15454. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos