NÍVEIS DE TESTOSTERONA NA SALIVA E NO PLASMA SEMINAL DE REPRODUTORES SUÍNOS

Autores

  • Thais Schwarz Gaggini Universidade Federal de Lavras

DOI:

https://doi.org/10.14393/VTv22n1a2016.30937

Palavras-chave:

hormônio, libido, sêmen, suíno, Sus scrofa domesticus

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a diferença entre duas linhas de reprodutores suínos de alto desempenho em relação aos níveis de testosterona na saliva, no plasma seminal e sua relação com a libido e a produção espermática. As análises hormonais foram realizadas utilizando o método ELISA (Enzyme Linked Immuno Sorbent Assay) e para as análises estatísticas foi utilizado o software SAS. Não houve diferença (P>0,05) entre as linhagens de reprodutores quanto aos níveis de testosterona na saliva e no plasma seminal, duração da coleta, volume e concentração do ejaculado e motilidade e viabilidade espermática. Foi observada correlação negativa (P<0,05) entre níveis de testosterona na saliva e motilidade espermática, porém provavelmente este resultado está relacionado ao fato do exame de motilidade espermática ter sido realizado pelo método subjetivo. Por serem animais com libido, produção de sêmen e de células espermática considerados normais, não houve diferença entre as linhagens, sendo que os resultados obtidos podem ser classificados como parâmetros normais esperados nestas situações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thais Schwarz Gaggini, Universidade Federal de Lavras

Departamento de Fisiologia Animal - Universidade Federal de Lavras

Downloads

Publicado

2016-04-01

Como Citar

Gaggini, T. S. (2016). NÍVEIS DE TESTOSTERONA NA SALIVA E NO PLASMA SEMINAL DE REPRODUTORES SUÍNOS. Veterinária Notícias, 22(1). https://doi.org/10.14393/VTv22n1a2016.30937