MORFOMETRIA E SUPRIMENTO ARTERIAL DA GLÂNDULA TIREÓIDE EM OVINOS DA RAÇA SANTA INÊS

Autores

  • Eduardo Mauricio Mendes de Lima UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
  • Priscila Moura Ferreira UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
  • Laura Reis e Silva UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
  • André Rodrigues da Cunha Barreto Vianna UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
  • Marcelo Ismar Silva Santana UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria
  • Frederico Ozanam Carneiro e Silva UFU - Faculdade de Medicina Veterinária
  • Renato Souto Severino UFU - Faculdade de Medicina Veterinária

Palavras-chave:

Glândula tireóide, Saanen, Ovis Aires.

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar a morfometria e o suprimento arterial sanguíneo da glândula tireóide de ovinos da raça Santa Inês. Foram utilizados 28 ovinos, Ovis aires, da raça Santa Inês, natimortos, de ambos os sexos, doados por núcleos criatórios da região de Brasília - DF. Os animais tiveram o seu sistema arterial marcado, sendo que para tanto, a porção torácica da aorta descendente foi canulada e preenchida em sentido cranial com uma solução aquosa, a 50%, de Neoprene Látex "450â€? (Du Pont do Brasil Indústrias Químicas) corada com pigmento específico (Globo Tintas e Pigmentos S.A.). Posteriormente, os animais foram submetidos à fixação em solução aquosa, a 10%, de formol (LABSYNTH - Produtos para Laboratórios, Ltda). O lobo direito foi suprido pela artéria tireóidea cranial, artéria tireóidea caudal ou apenas pela artéria tireóidea comum, através de ramos diretos e indiretos. O lobo esquerdo também recebeu suprimento arterial por meio de ramos diretos e indiretos das artérias tireóideas caudal e cranial esquerda, ou apenas da artéria tireóidea comum esquerda e em um caso foi suprida por um ramo direto da artéria laríngea caudal esquerda. Os animais tiveram em média 26,17 cm de comprimento, sendo que como comprimento mínimo 14,90 cm e máximo de 48,20 cm. Os lobos da glândula tireóide de ambos os antímeros foram supridos por vasos que apresentaram certa sintopia com sua topografia e tiveram como comprimento médio 19,30 mm e 18,80 mm.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Mauricio Mendes de Lima, UnB - Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinaria

Graduado em Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia, Mestre em Ciências Veterinárias no Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia, Doutor em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres na Universidade de São Paulo - São Paulo-SP. Atualmente é Professor Adjunto da faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da Faculdade de Brasília. Tem experiência na área de Morfologia, com ênfase em Anatomia. Atuando principalmente nos temas: Anatomia Animal; Clínica e Cirurgia Animal.

Downloads

Publicado

2010-12-07

Como Citar

Mendes de Lima, E. M., Ferreira, P. M., e Silva, L. R., Barreto Vianna, A. R. da C., Silva Santana, M. I., Carneiro e Silva, F. O., & Severino, R. S. (2010). MORFOMETRIA E SUPRIMENTO ARTERIAL DA GLÂNDULA TIREÓIDE EM OVINOS DA RAÇA SANTA INÊS. Veterinária Notícias - Vet Not, 15(1). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18929

Edição

Seção

Artigos