TAXA DE PRENHEZ DE VACAS DA RAÇA GIROLANDO EM AMBIENTE TROPICAL

Autores

  • SILVA, D.M. FAMEV - UFU
  • NASCIMENTO, M.R.B.M. FAMEV - UFU
  • CARVALHO, F.S.R., SILVA, G.C. FAMAT - UFU

Palavras-chave:

Prenhez, conforto térmico, vaca Girolando.

Resumo

A produção de leite no Brasil é de grande importância econômica e a raça Girolando tem se destacado por sua adaptação às condições tropicais. A temperatura e umidade do ar elevadas causam períodos transientes de infertilidade ou baixa fertilidade nos animais. Este trabalho objetivou investigar os efeitos da temperatura e umidade do ar sobre a taxa de prenhez de vacas da raça Girolando. Foram utilizadas 107 vacas mantidas em currais de confinamento com sombrites no inverno e em pastejo rotacionado e ração concentrada nos verões de 2002 a 2004 na Fazenda Valinhos no município de Monte Alegre de Minas-MG. Utilizouse o delineamento inteiramente casualizado e os dados foram submetidos à análise de variância utilizando o procedimento GLM do SAS, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5 % de probabilidade. Verificou-se que as taxas de prenhez de 2002 diferiram das de 2003. As taxas de prenhez dos meses mais quentes e mais frios não diferiram entre si. Não houve correlação entre a temperatura e umidade do ar e a taxa de prenhez. Conclui-se que a temperatura e umidade do ar não influenciam a taxa de prenhez de vacas da raça Girolando criadas em ambiente tropical.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

D.M., S., M.R.B.M., N., & SILVA, G.C., C. F. (2008). TAXA DE PRENHEZ DE VACAS DA RAÇA GIROLANDO EM AMBIENTE TROPICAL. Veterinária Notícias - Vet Not, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18790

Edição

Seção

Artigos