MONITORAMENTO DE LESÕES PULMONARES DE SUÃ?NOS NO ABATE

Autores

  • FREITAS, P.F.A. FAMEV - UFU
  • LIMA, A.M.C. FAMEV - UFU
  • ROCHA, F.L. SCHERING-PLOUGH
  • SILVA, M.S. SCHERING-PLOUGH
  • TAVARES, M. FAMAT - UFU

Palavras-chave:

Pulmões, vacinas, M PAC®, M.hyopneumoniae, suíno.

Resumo

Muitas patologias complexas podem afetar negativamente os índices de produtividade e rentabilidade da suinocultura moderna. Estas podem ser identificadas e quantificadas quanto à prevalência e à severidade das lesões através de exames periódicos de lotes de suínos no abatedouro. Dentre estas patologias destacam-se as doenças respiratórias, mais especificamente a pneumonia enzoótica (PE). Nas fases de crescimento e terminação estas são responsáveis por perdas econômicas decorrentes de quedas na produtividade que podem chegar a 20% sobre a conversão alimentar (C.A.) e até 30% sobre o ganho de peso. O objetivo deste estudo foi realizar um monitoramento de lesões pulmonares de suínos em terminação, comparando lotes com e sem vacinação, frente aos seguintes índices: número de pulmões com lesões, índice para pneumonia (I.P.P.), prevalência de pneumonia, área média de hepatização pulmonar, pleurisias e conversão alimentar atingida. Objetivou-se ainda comparar esses índices após a utilização de dois protocolos da vacina M+PAC® e um da vacina de outra empresa. Utilizou-se para tanto 6330 suínos, distribuídos em 63 lotes e quatro tratamentos, oriundos de cinco granjas comerciais da região do Alto Paranaíba-MG. Os tratamentos foram: controle (C), suínos sem histórico de doença respiratória e sem vacinação; tratamento "Aâ€?, suínos com o histórico de doença respiratória e vacinados com uma dose com o M. hyopneumoniae inativado e adjuvante amphigen®; tratamento "Bâ€?, suínos com o histórico de doença respiratória vacinados com duas doses da vacina M+PAC® (M. hyopneumoniae inativado, adjuvante emunade® e conservantes) e tratamento "Câ€?, suínos com o histórico de doença respiratória vacinados com uma dose da vacina M+PAC® (M. hyopneumoniae inativado, adjuvante Emunade® e conservantes). Os dados referentes à avaliação macroscópica dos pulmões foram submetidos aos Programas ProAPA-SUÃ?NOS® e Pró-Custo Schering-Plough®. Realizou-se o teste de Lilliefors, para verificar a normalidade dos dados e o teste estatístico não paramétrico de Mann- Whitney, para comparar as médias dos tratamentos avaliados para cada índice analisado. De acordo com os resultados verificou-se que os suínos vacinados apresentaram maior número de pulmões com lesões quando comparados com suínos não vacinados. Além disso, o tratamento A apresentou os piores resultados e dos três tratamentos comparados B foi o melhor, pois apresentou ao mesmo tempo melhora na conversão alimentar e diminuição dos índices relacionados à avaliação macroscópica dos pulmões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

P.F.A., F., A.M.C., L., F.L., R., M.S., S., & M., T. (2008). MONITORAMENTO DE LESÕES PULMONARES DE SUÃ?NOS NO ABATE. Veterinária Notícias, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18773

Edição

Seção

Artigos