ESTUDO DESCRITIVO DA IDADE À PRIMEIRA FECUNDAÇÃO EM UM REBANHO LEITEIRO NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG

Autores

  • SILVA, E.V. FAMEV - UFU
  • SOARES, P. FAMEV - UFU
  • SIMIONI, V.M. FAMEV - UFU

Palavras-chave:

Idade à primeira fecundação, estatística descritiva, característica reprodutiva, bovinos.

Resumo

Idade à primeira fecundação consiste em uma característica quantitativa estimada, em termos práticos, através do período de tempo entre a data de nascimento da matriz e a data de seu primeiro serviço (monta natural ou inseminação artificial) que resultou em diagnóstico positivo de prenhes. Constitui relevante parâmetro na avaliação tanto do comportamento reprodutivo e de crescimento, quanto das condições de manejo nutricional. A precocidade a esta idade induz à vida útil mais longa com reflexos na intensidade seletiva e no ganho genético. Através de dados originários do controle zootécnico da Fazenda Ã?gua Comprida, município de Uberlândia-MG, objetivou-se realizar um estudo descritivo da idade à primeira fecundação relativo ao período de 15/01/2001 a 24/11/2005. O material analisado envolveu matrizes leiteiras de diferentes grupos genéticos: Holandês Preto e Branco, Suíça, Jersey, Gir e mestiças Holandês Preto e Branco com Gir e com Jersey. Estas foram criadas em pastagens, suplementadas com ração e submetidas a manejos sanitário e profilático de rotina. Inicialmente, o arquivo de dados a ser processado foi criado através do Programa Excel, tendo como base o banco de informações gerado na propriedade por programa de gerenciamento de rebanhos. A média encontrada foi de 949,23 dias (31,64 meses) com desvio-padrão de 265,68 dias (8,86 meses). A idade à primeira fecundação máxima foi de 1668 dias (55,60 meses) e a mínima de 525 dias (17,50 meses), sendo o valor mais freqüente de 939 dias (31,30 meses), com coeficiente de variação de 28%, em 164 registros. Os resultados obtidos sugerem idade média à primeira fecundação tardia que comprometeria a eficiência reprodutiva e os ganhos genéticos no rebanho. Maior atenção às possíveis causas de elevação desta idade como manejo nutricional, habilidade do inseminador, qualidade do sêmen, entre outras, poderia contribuir para redução da mesma revertendo em benefício de uma melhor eficiência reprodutiva e lucratividade da atividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-12

Como Citar

E.V., S., P., S., & V.M., S. (2008). ESTUDO DESCRITIVO DA IDADE À PRIMEIRA FECUNDAÇÃO EM UM REBANHO LEITEIRO NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG. Veterinária Notícias, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18742

Edição

Seção

Artigos