USO DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM CADELAS DA RAÇA BULLDOG

Autores

  • José Octavio Jacomini FAMEV - UFU
  • Guilherme Nascimento Cunha Mestrando - UFU
  • Carla Fagundes Moreira Mestranda - UFU
  • Elmo Gomes Diniz FAMEV - UFU
  • Rogério Chaves Vieira FAMEV - UFU

Palavras-chave:

Inseminação artificial, cão, sêmen, bulldog

Resumo

Foram inseminadas artificialmente com sêmen fresco 16 cadelas da raça Bulldog com idade entre 10 e 33 meses. As inseminações foram realizadas após o aparecimento de células superficiais anucleadas na citologia vaginal, independente de haver ou não corrimento vaginal sanguinolento. O sêmen foi coletado por estimulação peniana e a inseminação artificial (IA) realizada com o uso de uma bainha utilizada para transferência de embriões bovinos, cortada ao meio, conectada a uma seringa plástica com uma mangueira de silicone. Foram realizadas de duas a três IA em dias consecutivos ou alternados. Ficaram gestantes 12 cadelas (75%). A média de filhotes por parto foi de 6,17 (2 a 10). O período gestacional médio foi de 62,5 (58 a 67) dias em relação à primeira IA e de 59,4 (57 a 63) dias em relação à ultima. O processo de manipulação reprodutiva, com o uso de IA mostrou ser eficiente, obtendo-se boa taxa de gestação e considerável número de filhotes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-02-27

Como Citar

Octavio Jacomini, J., Nascimento Cunha, G., Fagundes Moreira, C., Gomes Diniz, E., & Chaves Vieira, R. (2008). USO DE INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL EM CADELAS DA RAÇA BULLDOG. Veterinária Notícias, 12(2). Recuperado de https://seer.ufu.br/index.php/vetnot/article/view/18825

Edição

Seção

Artigos